TODO PODER EMANA DO POVO

Acessos

sexta-feira, 4 de julho de 2014

AINDA NÃO LERAM ISTO: Arnaldo Melo entra na chapa a pedido de Sarney para substituir Edinho Lobão numa eventual impugnação da sua candidatura.

De vida pregressa muito suja, a candidatura do filho de Lobão ainda não está garantida na cabeça da Oligarquia Sarney. Eles não imaginavam que o nome do rapaz estava nessa situação.

Qual situação?

1 - Condenado em 1ª instância a 2 anos de reclusão por crimes contra a previdência Social. Absorvido depois em Brasília. Leia mais...
2 - Condenado a 1 ano e 4 meses de prisão pela Justiça Federal por por crimes contra a Lei de telecomunicações e depois beneficiado pela prescrição da pena. Leia mais...


3 - PF e MPF apuraram a ocorrência de crimes contra a fé pública e de formação de quadrilha, figurando como um dos investigados  o candidato da Oligarquia Sarney.

O Ministro Carlos Alberto Menezes Direito (na época) determinou a quebra do sigilo bancário de Edinho Lobão e de seus sócios, que usaram “laranjas” na composição social de diversas empresas para a prática de sonegação fiscal. 


São fatos concretos e verdadeiros, que não podem ser escondidos da população que merece saber em quem está votando.


Em 28/04/2014 Sarney Reuniu-se com Arnaldo Melo na ALEMA.
Voltando para a estratégia da Oligarquia, Arnaldo Melo entra como uma carta na manga para substituir Edson Lobão Filho no caso de impugnação de sua candidatura, o que certamente ocorrerá.

ELEIÇÕES SUJA: Presidência do BNDES afirma que parte dos R$ 3,5 bilhões já foram depositados na conta do governo do Maranhão.

Wagner Bittencourt de Oliveira, vice-presidente do BNDES


Wagner Bittencourt de Oliveira disse que os recursos que foram emprestados ao governo do Maranhão não poderão ser repassados por meio do Fundema. São quase R$ 4 bilhões.

Digo eu, O Fundema é o fundo criado na calada da noite do processo eleitoral para uso em supostas obras e desvio nas eleições 2014.

O vice-presidente do BNDES afirmou que não pode ser feito nenhum aporte financeiro do banco para o governo do Maranhão durante o período eleitoral. Há entretanto, um saldo de recursos depositado na conta do governo pelo BNDES vinculados à supostas obras iniciadas em estradas.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

NÃO PODEMOS E NEM DEVEMOS ACREDITAR NUMA JUSTIÇA ELEITORAL QUE PERMITE A CANDIDATURA DE UM SUJEITO CONDENADO DUAS VEZ, ACUSADO COM PROVAS DE CRIMES DE FORMAÇÃO DE QUADRILHA E CRIME TRIBUTÁRIO.

Imaginem esse tipo de gente cuidando dos cofres do Estado de um Estado. Isto só acontece no Maranhão – Brasil.
Uns extensos relatórios de crimes inclusive de falsificação de assinaturas pesam sobre o sujeito sujo. Capaz de usar o nome de um pobre empregada para cometer crimes sem o menor remorso.

A Justiça eleitoral, ao invés de proteger o povo dessas aves de rapina, protege é eles, proibindo que seus crimes permaneçam ocultos e punindo quem os denuncia com multas impagáveis. Não podemos citar os nomes dos lobos.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Vereadores golpistas tentam dar legalidade ao golpe mal sucedido na Câmara Municipal de Paço do Lumiar, induzem o MP a erro e omitem as verdades dos fatos.

ENTENDA O CASO.

Foram convocados os vereadores para em 19/06/2014 elegerem a nova Mesa Diretora da Câmara para o Biênio 2015/2016. Os vereadores foram cientificados pessoalmente na sessão do dia 17.

Ocorre que o vereador André Costa, que ocupava cargo na Secretaria de Agricultura, tinha sido exonerado, não tinha sido convocado para a sessão extraordinária e não estava presente.

Antes do início da sessão, o Presidente da Câmara Leonardo Bruno foi informado pelo suplente de André Costa, que este tinha voltado ao exercício da vereança razão pela qual o suplente Edinaldo moura não tomou assento no plenário.

Leonardo Bruno consultou o Regimento da casa e com base no Artigo 132 e Parágrafo Único, abriu a sessão e deu as devidas explicações aos vereadores presentes e declarou encerrada a sessão, necessitando de nova convocação. Declarou o presidente da casa: “O vereador André Costa encontra-se habilitado a votar. Conforme o artigo 132 do artigo interno. O vereador não foi convocado no tempo regulamentar. Neste momento, por questão de ordem, declaro encerrada a presente sessão”.

Alguns vereadores que já haviam planejado um golpe, fizeram uma outra sessão sem convocação por conta e risco. Não ação desesperada arrombaram a secretaria da casa legislativa, subtraíram papeis e se declararam eleitos para conduzir a Câmara Municipal.

Imagens mostram as presepadas praticadas pelos golpistas. VEJA AS IMAGENS DO GOLPE.

Agora os edis golpistas tentam se fazerem de vítimas tentando criar um fato político, induzindo a Promotoria de Paço a erro, omitindo a verdade dos acontecimentos do dia da sessão.

Veja aqui os argumentos distorcidos para o MP.

A vida pregressa dos golpistas não lhes garante credibilidade, nem confiança.

Leonardo Bruno está num ninho de cobras conhecidas em Paço do Lumiar.

UM E$QUEMA PODERO$O ESTÁ ARMADO CONTRA FLÁVIO DINO.

O modo utilizado para fraudar as eleições de Governador em 2010 no Maranhão, será o mesmo utilizado para fraudar a de 2014.

I PARTE – COMO FOI EM 2010

Primeiramente, vou mostrar como foi o modus operandi utilizado pela oligarquia Sarney  para fraudar eleições de governador no Maranhão em 2010 e na próxima postagem mostrarei como está planejada a fraude para 2014.


Bastam trechos do Relatório nº 94.799, de 30 julho de 2013 do Ministério Público Eleitoral para mostrar o crime eleitoral planejado e executado de 2010. Confira:







NA PRÓXIMA, A II PARTE – COMO FOI PLANEJADO PARA 2014.

terça-feira, 1 de julho de 2014

OS Réus do esquema de fraude das eleições 2014 no Maranhão com uso de bilhões do BNDES. A justiça federal já descobriu o crime. Mas, 196,4 milhões já foram concretizados.

O esquema de fraude foi revelado pelo Blog Edgar Ribeiro no post 

GRAVE E EXCLUSIVO: Revelado esquema para fraudar as eleições 2014 no Maranhão.


Deputados estaduais do Maranhão agiram rápido e impediram uma derrama maior. Veja o processo:

Processo:
0027434-63.2014.4.01.3700
Classe:
66 - AÇÃO POPULAR
Vara:
5ª VARA FEDERAL
Juiz:
JOSÉ CARLOS DO VALE MADEIRA
Data de Autuação:
25/06/2014
Distribuição:
8 - DISTRIBUICAO AUTOMATICA URGENTE (26/06/2014)
Assunto da Petição:
1030803 - VIOLAÇÃO AOS PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - ATOS ADMINISTRATIVOS - ADMINISTRATIVO
Partes
Tipo
Nome
AUTOR 
MARCELO TAVARES SILVA 
AUTOR 
RUBENS PEREIRA E SILVA JUNIOR 
AUTOR 
OTHELINO NOVA ALVES NETO 
AUTOR 
UBIRAJARA DO PINDARE ALMEIDA SOUSA 
REU 
ROSEANA SARNEY MURAD 
REU 
JOAO BERNARDO DE AZEVEDO BRINGEL 
REU 
ESTADO DO MARANHAO 
REU 
UNIAO FEDERAL 
REU 
BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SOCIAL BNDES 
REU 
LUCIANO GALVAO COUTINHO 


NA PRÓXIMA POSTAGEM MOSTRAREMOS O MODUS OPERANDI PARA FRAUDAR AS ELEIÇÕES. 

DO RUIM PARA O PIOR: sai os Sarney, entra os lobos e a Oligarquia continuaria dando as cartas. Só não vê quem não quer.

VAMOS PARA A HISTÓRIA. O Maranhão era assim:


O discurso era o mesmo de hoje, o de um “Maranhão Novo”.


Para chegar até onde está, a Oligarquia Sarney manteve a população no mesmo grau de dependência, na miséria, no analfabetismo, na fome, tendo assim controle político do Estado do Maranhão, administrando-o como um feudo.

Para isto, desde 1973 eles formaram um império de comunicação chamado Sistema Mirante de Comunicação, formado por estações de rádio em vários municípios do Maranhão e uma rede de emissoras de televisão, a TV MIRANTE.

COMO A OLIGARQUIA SARNEY SOBREVIVEU TODO ESSE TEMPO?


Mestre no que há de pior na política, Sarney passou alternar o comando do Estado entre seu seleto grupo, principalmente sua filha Roseana Sarney.

Destacados pela riqueza e pelo domínio do legislativo e do judiciário, os Sarney permaneceram no controle todo esse tempo.

Estudiosos detectaram que a Oligarquia Sarney apresenta as seguintes características:

a) o governo de poucos; 

b) a riqueza desses poucos; 

c) o nepotismo (proteção aos familiares);

d) o exercício do governo sem atender aos interesses da maioria. 


COM ISSO, A POPULAÇÃO O MARANHÃO CONTINUA NA MESMA.
Amparada pelo uso da fraude eleitoral, a Oligarquia se mantém no ilesa na condução do Maranhão. 

As eleições 2010 foram fraudadas às vistas da justiça eleitoral, que ainda permitiu manobras jurídicas para a não cassação de Roseana Sarney. 

Para frear qualquer tentativa de oposição, Sarney, criou o mito de que ninguém conseguiria chegar ao governo sem estar ligado à Oligarquia.

E assim é feito o controle da oligarquia sobre o processo sucessório no Estado do Maranhão:

João Castelo (1979/1982);
Luís Rocha (1983/1986);
Epitácio Cafeteira (1987/1990);
Edison Lobão (1991/1994);
Roseana Sarney (1995/....). Todos esses governadores ou saíram diretamente do grupo ou ganharam as eleições em aliança com a oligarquia.

Jackson Lago, que tentou acabar com a oligarquia, foi fulminado por ela, utilizando a influência que tem sobre a corrupta justiça brasileira, sacaram o governador como um cão pirento.

Edinho Lobão é a continuidade desse mesmo esquema político. Agora montado com o presidente da Assembléia Legislativa, Arnaldo Mello (útil na omissão e acobertamento dos desmandos da oligarquia). Por isto chamado de puro sangue.

É o mesmo discurso. E os que se dizem da oposição não tem demonstrado capacidade de mostrar isto para a população, eles se perdem na didática de mostrar o óbvio.

Para 2014, a estratégia está montada e não será desfeita apenas com discurso. Os agentes que conduzem as eleições já estão prontos, desde dos representantes das entidades contemplados com convênios eleitoreiros, até o prefeito conchavado para desviar recursos recebidos e aplicá-los na compra de votos.

Te cuida Flávio Dino, te cuida Maranhão.

Do “Maranhão Novo” ao “Novo Tempo”: a trajetória da oligarquia Sarney no Maranhão.