TODO PODER EMANA DO POVO

Acessos

sábado, 27 de novembro de 2021

PREPAREM-SE!! 😱 CORONAVÍRUS GEROU MAIS UMA VARIANTE MORTAL💀 - O OMICRON

Nesta sexta-feira (26), a Organização Mundial de Saúde (OMS) expediu alerta para todo o mundo, informando que o Grupo de Aconselhamento Técnico que monitora e avalia periodicamente a evolução do SARS-CoV-2 detectou a variante B.1.1.529 - denominada de Omicron.

A variante Omicron foi relatada pela primeira vez à OMS da África do Sul em 24 de novembro de 2021. A situação epidemiológica na África do Sul foi caracterizada por três picos distintos nos casos relatados, o último dos quais foi predominantemente a variante Delta.

😱Nas últimas semanas, as infecções aumentaram abruptamente, coincidindo com a detecção da variante Omicron. A primeira infecção confirmada dessa variante foi conhecida em uma amostra coletada em 9 de novembro de 2021.

Esta variante apresenta um grande número de mutações, algumas das quais preocupantes. A evidência preliminar sugere um risco aumentado de reinfecção com esta variante, em comparação com outros.😱

O número de casos desta variante parece estar aumentando em quase todas as províncias da África do Sul. Os diagnósticos de PCR atuais do SARS-CoV-2 continuam a detectar essa variante. 

Vários laboratórios indicaram que para um teste de PCR amplamente usado, um dos três genes-alvo não é detectado (chamado de perda do gene S ou falha do gene S) e este teste pode, portanto, ser usado como marcador para esta variante, enquanto a confirmação do sequenciamento é pendente. Usando essa abordagem, essa variante foi detectada em taxas mais rápidas do que surtos anteriores de infecção, sugerindo que essa variante pode ter uma vantagem de crescimento.

Há uma série de estudos em andamento e o Grupo de Aconselhamento Técnico continuará avaliando essa variante. 

A OMS comunicará as novas descobertas aos Estados Membros e ao público, conforme necessário.

Com base nas evidências apresentadas indicativas de uma alteração prejudicial na epidemiologia do COVID-19, o Grupo de Aconselhamento Técnico aconselhou a OMS que esta variante deveria ser designada como  B.1.1.529 ou Omicron.

Como tal, os países são solicitados a fazer o seguinte:

  • melhorar a vigilância e os esforços de sequenciamento para compreender melhor as variantes circulantes do SARS-CoV-2.
  • enviar sequências completas do genoma e metadados associados a um banco de dados disponível publicamente, como o GISAID.
  • relatar casos / grupos iniciais associados à infecção por VOC à OMS por meio do mecanismo de RSI.
  • onde houver capacidade e em coordenação com a comunidade internacional, realizar investigações de campo e avaliações laboratoriais para melhorar a compreensão dos impactos potenciais do COV na epidemiologia, gravidade, eficácia da saúde pública e medidas sociais, métodos de diagnóstico, respostas imunológicas, anticorpos neutralização ou outras características relevantes.

Os indivíduos são lembrados de tomar medidas para reduzir o risco de COVID-19, incluindo saúde pública comprovada e medidas sociais, como uso de máscaras bem ajustadas, higiene das mãos, distanciamento físico, melhoria da ventilação de espaços internos, evitando espaços lotados e sendo vacinados.

😱 A nova variante, por meio de uma avaliação comparativa, demonstrou estar associada a uma ou mais das seguintes alterações em um determinado grau de importância para a saúde pública global:

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Corregedores dos tribunais debatem sobre a Justiça 4.0 em São Luís

Evento discute o uso da tecnologia pelo Poder Judiciário no aprimoramento da prestação jurisdicional | Foto: Ribamar Pinheiro

Magistrados de todo o país discutem sobre boas práticas na prestação da Justiça e do serviço extrajudicial, nesta quinta e sexta-feira, 25 e 26, no 87º Encontro Colégio Permanente de Corregedores Gerais da Justiça do Brasil (Encoge) em São Luís (MA), com a participação de ministros do STJ, magistrados federais e estaduais e especialistas convidados.

Sob o tema central "Justiça 4.0 - A transformação digital dos serviços do Judiciário brasileiro”, os corregedores dos tribunais trocam experiências relacionadas ao teletrabalho; casamentos comunitários virtuais; cartórios digitais; SREI; Serviços de Apoio Centralizado; Central de Regularização de Vagas; Projeto "Sigma" e Laboratório de Inovação e Núcleos de "Justiça 4.0".

Na abertura do evento, a ministra Maria Thereza de Assis Moura (STJ), corregedora nacional de Justiça, disse que o Poder Judiciário, atualmente, vive uma “revolução digital” e que a busca da excelência na prestação jurisdicional e dos serviços notariais e de registros constitui uma meta relevante, alinhada aos debates sobre as questões contemporâneas.

“Findamos mais um ano extremamente desafiador no contexto desruptivo da pandemia no qual promovemos uma verdadeira transformação na forma como os serviços são prestados pelo judiciário brasileiro e pelo serviço extrajudicial. A tecnologia nunca foi tão recorrente em nossas pautas como gestores preocupados com a prestação jurisdicional”, destacou a ministra.

Corregedor maranhense e presidente do Encoge, o desembargador Paulo Velten disse que a Reforma do Poder Judiciário, via Emenda Constitucional nº 45/2004, conferiu à razoável duração do processo a condição de direito fundamental, instituiu a repercussão geral no Recurso Extraordinário e criou o Conselho Nacional de Justiça.

Segundo o desembargador, a reforma modernizou o Poder Judiciário nacional e consolidou o aprimoramento da Justiça como “política de Estado”, por meio do combate à cultura do litígio, da profissionalização da gestão, do novo Código Civil e da implantação do Processo Judicial Eletrônico, o PJe.

“Este último (o PJe) é um destacado eixo da reforma constitucional, que facilitou nossa rápida adaptação ao trabalho remoto, com a chegada da pandemia, que, por sua vez, potencializou o uso das ferramentas tecnológicas, lançando o Poder Judiciário brasileiro, de vez, na rota da quarta revolução industrial, com fortes impactos na forma como nos relacionamos na nossa estrutura de trabalho e no futuro do serviço público que prestamos. Esta é a Justiça 4.0”, frisou o corregedor.

Corregedores de todos os estados participam do 87º ENCOGE.

MESA DIRETORA

A mesa diretora do encontro reuniu os desembargadores Lourival Serejo, presidente do TJMA; José Joaquim Figueiredo dos Anjos, presidente do TRE-MA; o vice-governador Carlos Brandão; o prefeito de São Luís, Eduardo Braide; a corregedora do Ministério Público estadual, Themis Pacheco de Carvalho; o procurador geral do Estado, Rodrigo Rocha; o defensor público geral, Alberto Pessoa Bastos; e o presidente da OAB-MA, Thiago Diaz. A Assembleia Legislativa do Maranhão foi representada pelo deputado Neto Evangelista.

Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Lourival Serejo | Foto: Ribamar Pinheiro

O presidente do TJMA ressaltou a importância do intercâmbio de visões, práticas e iniciativas exitosas do Encoge e a função das corregedorias para o Poder Judiciário, principalmente, no cenário de pandemia.

“São as corregedorias que impulsionam a Justiça. São as corregedorias que asseguram o funcionamento da máquina jurisdicional. Depois de termos sido assaltados pelo futuro inesperado, que veio junto com a pandemia, o papel das corregedorias aumentou ainda mais, pois todas as gestões passaram a exigir a permanente visão de futuro, para não sermos mais supreendidos com a sua antecipação. Nossa grande aliada nessa busca passou a ser a inteligência artificial”, disse o presidente.

Vice-governador Carlos Brandão enalteceu parceria entre Executivo e Judiciário | Foto: Ribamar Pinheiro

O vice-governador do Estado do Maranhão, Carlos Brandão, destacou que a parceria entre o Executivo estadual e o Judiciário maranhense possibilitou a realização de projetos como a digitalização dos processos físicos pelas internas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e de regularização fundiária pelo Fórum de Corregedores da Região do MATOPIBA-MG, sob a liderança da Corregedoria do Maranhão.

“Foi identificado, pelo Judiciário, produtores e todos os segmentos que existiam muitos problemas fundiários. E, com isso, foram criadas varas fundiárias e houve um avanço significativo, dando oportunidade para a regularização das terras indígenas, dos quilombolas, dos assentados e também dos produtores rurais, para que eles possam viver em harmonia”, ressaltou.

HOMENAGEM

Durante a solenidade, oito autoridades receberam a “Medalha de Honra ao Mérito Desembargador Décio Antônio Erpen”. Foram homenageados o ministro Reynaldo Soares da Fonseca (STJ); Mário Manoel Coelho de Mello, presidente do Tribunal de Contas do Amazonas; Caetano Levi Lopes, diretor da Escola Nacional da Magistratura; desembargadores Jamil Gedeon Neto, Joaquim Figueiredo dos Anjos e Josemar Lopes Santos (TJMA); e advogados Najla Buhatem Maluf, presidente da Comissão de Direito Marítimo e Portuário, e Norberto da Cruz Filho, advogado - OAB/MA.

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca representou os homenageados e falou sobre as mudanças operadas na sociedade contemporânea, decorrentes das inovações e dos avanços tecnológicos da ciência.

Ministro Reynaldo Soares da Fonseca recebe medalha do corregedor-geral do Maranhão e presidente do CCOGE, desembargador Paulo Velten.

“A sociedade passou a reivindicar, nesse terceiro milênio, novos parâmetros sociais, um novo modelo de convivência humana. Vive-se um tecido social complexo, extremamente veloz. Se a boa semeadura, regada pela perseverança, trabalho e dedicação, provocará messe farta, pródiga e respeitada perante a sociedade brasileira”, enfatizou.

Participaram do primeiro dia do evento os desembargadores Jorge Rachid, Jamil Gedeon, Froz Sobrinho, Raimundo Barros, Josemar Lopes e Francisca Galiza. Devido à pandemia de coronavírus, todos os protocolos sanitários de prevenção à contaminação pela Covid-19 foram cumpridos e a participação da assessoria dos magistrados foi limitada a dois juízes auxiliares por desembargador.

A programação do 87º ENCOGE pode ser acompanhada pela página da CGJ-MA, no Portal do Poder Judiciário.

Fonte: texto de Helena Barbosa, da Assessoria de Comunicação da
Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão.

terça-feira, 16 de novembro de 2021

OAB-MA TEM NOVO PRESIDENTE

KAIO SARAIVA FOI O ESCOLHIDO PELA ADVOCACIA MARANHENSE PARA PRESIDIR A SECCIONAL DA ORDEM NO TRIÊNIO 2022/2024

O advogado Kaio Vyctor Saraiva foi eleito presidente da OAB do Maranhão para o próximo triênio com 44,10% e 4.384 votos.

Candidato da chapa "Preservar as Conquistas e Avançar +", Kaio Saraiva recebeu 4.384 (44.10%) votos válidos contra 4,154 (41.79 %) do segundo colocado Diego Sá. Em terceiro lugar, ficou o advogado Misael Rocha Júnior com 521 (5.49%) e, em quarto lugar, o advogado Gustavo Carvalho com 433 votos (4.56%).

"Tenham o meu compromisso de lutar e trabalhar todos os dias para que tenhamos uma advocacia cada vez melhor. Muito obrigado a cada um de vocês que acreditaram nesse projeto, especialmente ao presidente Thiago Diaz a quem gostaria de dizer que nunca terá o nome esquecido pela advocacia maranhense por todo o trabalho prestado à classe”, afirmou o presidente eleito, Kaio Saraiva.

Integram a futura diretoria da Seccional, além do presidente eleito, Kaio Vyctor Saraiva, a Vice-presidente, Tatiana Pereira Costa, o Secretário-Geral, Gustavo Mamede, o Secretário-Geral Adjunto, Vandir Bezerra Jr, e a Diretora-Tesoureira, Mariana Berredo.

Conheça também as chapas vencedoras nas 17 Subseções da Ordem Clicando aqui!

Fonte: OAB

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

BOMBA!! STF suspende proteção que Bolsonaro deu aos trabalhadores e determina vacinação forçada de empregados, pois se recusarem podem ser demitidos

Numa decisão cheia de contradições e hipocrisia para satisfazer seu ego e ódio por atos do Governo Federal, o ministro todo poderoso do STF, que registrou na Doutrina Jurídica, que ele e seus comparsas (companheiros) são mais representativos dos anseios sociais do que o Poder Legislativo (Câmara e Senado) e do que o Poder Executivo (o presidente da República). Confira o artigo "os papéis das Supremas Cortes e Tribunais Constitucionais nas democracias contemporâneas", p. 160.

Com base nessa ideia de que o Governo Federal é um Poder sem significância nenhuma, determinou que a suspensão da PORTARIA MTPS Nº 620/2021, que protegia os trabalhadores de demissão se não se quisessem vacinar.

Com isto empregados serão vacinados à força sob pena de serem demitidos.

Na sua decisão o algoz do governo Bolsonaro disconversa e dissimuladamente que disse que "a rescisão do contrato de trabalho por justa causa de quem se recusar a entregar comprovante deve ser adotada com proporcionalidade, como última medida por parte do empregador".

Qualquer analfabeto sabe que isso é uma meneira indireta de dizer ao empregador: DEMITA O MISERÁVEL!!!.

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

VEJA QUEM SÃO OS BANDIDOS E QUEM OS ACOBERTA😱

Não vou dizer nada. Apenas confira quem são os verdadeiros bandidos e quem os acoberta.

A PONTE

A QUADRILHA

domingo, 31 de outubro de 2021

BOMBA!!! CIDADÃOS IMPEDIDOS DE IR E VIR E OS MILIONÁRIOS BENEFÍCIOS DADOS ÀS EMPRESAS DE TRANSPORTES COLETIVOS DE SÃO LUÍS😲

Operam e comandam o transporte coletivo de São Luís os seguintes consórcio pelas respectivas empresas:

CONSÓRCIO CENTRAL
VIAÇÃO ESTRELA (Taguatur Taguatinga Transporte e Turismo Ltda).
RATRANS (Rio Anil Transporte e Logística Ltda).

CONSÓRCIO VIA SL
SÃO MIGUEL (Transporte Urbano São Miguel de Uberlândia Ltda);
REI DE FRANÇA (Expresso Rei de França Ltda);

CONSÓRCIO UPAON-AÇÚ
MATOS (Autoviária Matos Ltda)
PATROL (Patrol Transporte, Construção e Terraplenagem Ltda)
VIPER (Viper Transporte e Turismo Ltda)
RIO NEGRO (Expresso Rio Negro Ltda)
MARINA/SPEED CAR (Transporte Marina Ltda)
SÃO BENEDITO/PLANETA (Empresa São Benedito Ltda)
AROEIRAS (Viação Aroeiras Ltda)
SETA (Seta Transportes Ltda)

VIAÇÃO PRIMOR
PRIMOR (Viação Primor Ltda)

Juntas essas empresas transportam por dia mais 550.000 mil passageiros por dia, faturando por dia mais de R$ 1,3 milhão por dia, repito, mais de R$ 1,3 milhão por dia.

Em 2016, o Município de São Luís teve que fazer licitação dos transportes públicas, obrigado por decisões judiciais.

Por meio de uma licitação engendrada para beneficiar as atuais empresas de ônibus, que já operavam pessimamente os serviços de transportes coletivos, o então prefeito Edivaldo Holanda Junior. ainda deu um grande presente para os empresários de ônibus 🚌.

Edivaldo Holanda Junior permitiu nas regras da citação que as empresas de ônibus usem veículos velhos de 10 e 12 anos de uso. Está no item 1.3.1.1 da regra de licitação.

Em Porto Alegre, que realizou licitação quase na mesma época de São Luís, no item 1.2 do Anexo III do Edital de licitação de lá, a idade média da frota de ônibus de cada empresa, é de apenas 5 anos. Ônibus com 10 anos de uso lá não circula. eles mandam para São Luís.

Edivaldo entregou o serviço de transportes coletivos de São Luís, inclusive os terminais de entregação, nas mãos dos empresários.

Tomaram de conta, fazem o que bem quer e vão continuar fazendo até 2036. AGUENTA LUDOVICENSES!!😱

Você não viu e não sabe toda a verdade. SENTA AÍ PRA NÃO CAIR!!

PASME!! Por 20 anos de uso do sistema de trasnportes coletivos, iniciando em 2016, os empresários de ônibus pagarariam somente R$ 6.898.425,00 (seis milhões e oitocentos e noventa e oito mil e quatrocentos e vinte e cinco reais).

Você viu que as ditas empresas faturam mais de R$ 1,3 milhão por dia, ou seja, em apenas 6 dias as empresa pagariam pelo uso do sistema em 20 anos.

Outro presente que Edivaldo Holanda Junior deu para os empresários de ônibus foi o de as empresas de Ônibus pagar somente R$ 1,3 milhão (20%) do valor da concessão no ato de assinatura do contrato. Os outros 80% seriam pagos ao longo da CONCESSÃO, que é de 20 anos. 

Foi ou não foi um presentão de Edivaldo Holanda Junior para essa gente que vive de explorar a sofrida população ludovicense com um péssimo serviço de trasportes coletivo?

Agora, garantidos até 2036 esses empresários estão pouco se lixando para a população. Ficam nesse jogo de chantagem com a prefeitura e com os rodoviarios. Se a prefeitura dê aumento, eles dão alguma migalha para os motoristas, que agora também são cobradores.

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Destilando ameaças e cheios de ódio pelas expressões que se viu dois do STF, como Juliano, o último imperador de Roma, declararam rangendo os dentes: Tu venceste, Bolsonaro!!!!! 😂😂😂

Este Blog denunciou toda trama. CONFIRA...

O Relator fez um enorme arrodeio para que havia provas de que ouve disparos de mensagens sem citar sequer uma mensagem. fez um alarde do inquérito irregular de Moraes e depois foi obrigado dizer pelas verdade do processo que não havias provas contra Bolsonaro.

Depois mais dois ministros lamentando, também tiveram que reconhecer que não há provas contra Bolsonaro.

O Julgamento terminou nesta quinta-feira (28) com o voto de mais 4 ministros, 2 rangem os dentes para Bolsonaro e seus seguidores.

Espernearam, ... espernearam, mas no final tiveram de admitir: não há provas!!

E como Juliano, o último imperador pagão de Roma, dirão rangendo os dentes: Tu venceste, Bolsonaro!!!