Acessos

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

BOMBA!!!! Vereador contrata parentes de desembargador para tentar obter liminar

Após derrota em todas as instâncias (TJMA, STJ e STF), o vereador Marinho, de Paço do Lumiar aposta numa manobra jurídica perante à presidência do TJMA na tentativa de obter uma liminar para voltar presidir a Câmara de Paço. 

Chegou ao blog que o advogado constituído por Marinho é parente de desembargador e foi flagrado em interceptação telefônica detalhando como seria decisão de outro desembargador para liberar volta do funcionamento de postos de combustíveis de um conhecido agiota. O caso foi parar no CNJ. 

Sobre o mesmo advogado, o presidente do TJMA, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, foi surpreendido em plena coletiva sobre outro fato envolvendo o mesmo advogado contratado por Marinho, que à época era funcionário do TJMA. 

A redação do blog está em campo para apurar mais esse esquema do vereador Marinho. A informação que chegou é que Marinho contratou dois parentes de magistrado e tem outro comparsa nessa empreitada. Segundo informação esse terceiro tem tido algum sucesso na corte por viés não jurídico. Vamos apurar!!! e denunciar. Como dissemos estamos apurando tudo!!! 

Ver. Marinho quer se encrencar ainda mais com a Justiça
Ação Penal nº 5573-36.2018.8.10.0001 (595/2018)
Atualmente o vereador Marinho está sob medida de restrição da justiça criminal de Paço do Lumiar: Deverá cumprir a seguinte determinação judicial até novembro de 2020

1) Fica o acusado proibido de se ausentar da Ilha de São Luís, em que reside, sem prévia autorização deste Juízo, por mais de 08 dias; 

2) O acusado deverá comparecer bimestralmente para informar e justificar as suas atividades, até o dia 30 (trinta) de cada mês; 

3) Não frequentar lugar de reputação duvidosa; 

4) Deverá comunicar a este Juízo, sobre a eventual mudança de endereço; 

5) Não praticar nenhum crime e nem ser processado criminalmente.  

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

População dormiu no ponto e a esquerda se aparelhou nos três poderes

O Aparelhamento das instituições no Brasil
Por ELIAS OLIVEIRA e lUCÍLIA
Publicado no Recanto das Letras
O que é aparelhamento das instituições?

Por que ele representa MORTE, MISÉRIA, DESEMPREGO, FOME?

Reposta 1:
É o controle de órgãos da Administração Pública (Estado) por pessoas ligadas a interesses corporativos, partidários, revolucionários, ideológicos ou criminosos.
Ele se dá por meio da ocupação de posições estratégicas das instituições do Estado (Congresso, Ministérios, Tribunais, Ministério Público, OAB - não estatal, mas com funções supracorporativas etc), de modo a colocá-las, as instituições, a serviço dos interesses do grupo, do partido ou da engenharia criminosa.

O aparelhamento do Estado é um sintoma de uma Cleptocria.

A cleptocracia se dá quando um país deixa de ser dirigido por um Estado de Direito (que respeita as leis por ele mesmo produzidas) e passa a ser governado pelo poder arbitrário (sem motivação razoável) de pessoas que tomaram o poder político, seja em que nível for.

Cleptocracia significa governo de ladrões.

Esse estado de coisas está caracterizado quando a maior parte de sistema governamental é capturado por pessoas que praticam corrupção político-ideológica, defesa de interesses meramente corporativos ou de lobby, praticando a institucionalização da corrupção financeira ou pura e simplesmente moral.
As ações criminais ou delitivas ficam impunes, imunes às sanções da lei.

Os setores aparelhados permeiam todo o Estado: desde a Justiça, o Executivo e o Legislativo.
O aparelhamento ideológico é o mais perverso: se dá quando uma ideia, discurso ou ação mascara o objetivo de dominação e revela apenas sua aparência externa e retórica (blá blá blá). Pior que uma mentira é uma meia verdade.

Muitas pessoas que servem ao aparelhamento ideológico sequer sabem disso: defendem uma ideia porque a acham justa, certa, equilibrada, equânime, reta.

Não percebem muitas vezes que a sua postura deriva de um acúmulo de aculturamento que foi injetado no seu próprio cérebro e no seu modo de pensar, por revolução silenciosa que aconteceu no Brasil (revolução cultural, com total inversão ou subversão de valores). Assumindo posições estratégicas no Estado estes agentes recebem boa remuneração e fazem um trabalho que, na sua visão, é "técnico".

Basta lembrar que os agentes nazistas apenas cumpriam a lei e eram burocratas em uma cadeia de comando hierárquico.

A estas pessoas a ciência política dá o nome de "idiota útil".

Além dos idiotas, há os perversos, os ruins, os que querem só ocupar o Poder para seus desígnios pessoas e que têm consciência de tudo o que eu estou falando.

Instrumentalizam as pessoas e seus sonhos por seus projetos de Poder.

Resposta 2:
O aparelhamento do Estado e a cleptocracia são genocidarias (causam mortes em larga escala).
Matam milhares de pessoas todos os dias.

Explico: qual o percentual do seu patrimônio é gasto com tributos?
Não estou falando de imposto de renda! Falo por exemplo da energia elétrica, do combustível, do arroz, feijão (está tudo embutido lá).

A resposta é: muito. Quem paga mais percentualmente falando?
Os mais pobres.

O que significa isso?

Que as pessoas trocam a liberdade delas (mais tempo com os filhos, amigos, viagens, estudo, apreensão da arte, do conhecimento, lazer) por servidão: trabalho para pagar o tributo.
Este sistema não funciona. As empresas vão à falência, o desemprego, insatisfação aumentam e com isso, o desespero.

A elevação da criminalidade é uma consequência natural. Se não há meios de sobreviver dentro das regras do jogo, buscam-se fora: assaltos, sequestros, latrocínio, tráfico de drogas, etc. Em outras palavras: um Estado grande custa caro e quem paga somos nós. Quando ele está aparelhado, o preço fica ainda maior.

Todo Estado grande tende a ser aparelhado e o círculo vicioso fica cada vez mais intenso.
A rede de proteção de corruptos e corruptores sejam financeiros ou morais se mesclam e fisiologicamente se unem.

As empresas fecham ou deixam de abrir. Somem os empregos e diminui-se a arrecadação de tributos.
Solução? Aumento dos preços, dos tributos e com ele, vai-se a liberdade.

Esse ciclo não para e se retroalimenta. Daí vem a fome, a miséria, a penúria, a morte.
Transcrevo parte da notícia veiculada por Veja, hoje, para que possam tirar suas próprias conclusões:
"Até o momento, os pedidos de liberdade dos empreiteiros investigados na Lava Jato1- O que é aparelhamento das instituições?

Não deixem isso acontecer. Contem para todos: seus filhos, seus amigos. Precisamos de união agora.
Não vamos fugir desta responsabilidade nem fingir que nada está acontecendo.
Isso não resolve o problema. O piora ou o adia.
Não espere o terror chegar perto de você. Aja!
https://www.facebook.com/matheusbrazmatt.( lUCÍLIA).

Enviado por ELIAS OLIVEIRA em 16/05/2015
Código do texto: T5244206 - RECANTO DAS LETRAS
Classificação de conteúdo: seguro

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

ORCRIM DENTRO DA PREFEITURA DE ARAIOSES-MA – PARTE I

Os fatos comprovam – uma organização criminosa (ORCRIM) atua na Prefeitura de Araioses-MA desviando recursos de diversas formas.

Se não bastasse os diversos crimes de que é acusada a atual gestão do Município, desta vez o GAECO e outros Órgãos do Ministério Público está desvendando mais um esquema criminosa planejado dentro da prefeitura.

EIS O ESQUEMA:

Através de empresas envolvidas no crime contra a administração pública, a gestão municipal simulava compra direta de veículos junto às montadoras. Tudo feito através de Notas Fiscais falsificadas e duplicadas.   

A quadrilha adquiriu em nome do Município de Araioses três veículos vias as empresas envolvidas no esquema:

01 - AMBULÂNCIA STRADA – SIMPLES REMOÇÃO
02 - AMBULÂNCIA FIAT STRADA
03 – RENAUT MASTER FURGÃO.

Todos eles adquiridos com notas superfaturadas. Agora PASMEM!!

o veículo “ RENAUT MÁSTER FURGÃO ”  o nº  03, estava escondida e só apareceu agora, depois de um ano  que a prefeitura paga as faturas, conforme nota fiscal anexada no processo de compra. Esse veículo está com placa particular de São Paulo com alerta de restrições datada da última segunda feira-feira, dia 02.


O mesmo mode de operação com a mesma empresa que atuou em crimes em Bom Jardim. Confira...



NA PRÓXIMA POSTAGEM ...

A PARTE II DA ORCRIM NA PREFEITURA DE ARAIOSES-MA vasta documentação será mostrada e os articuladores desses crimes já deviam estar presos.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Bolsonaro responde à infâmia da Folha

O infame editorial
Por Fábio Wajngarten*



A liberdade de expressão e a liberdade de imprensa são sólidos pilares da democracia em qualquer lugar do mundo, e especialmente no Brasil e seu recente processo político.

Delas não podemos nos afastar e jamais o presidente da República Jair Bolsonaro e seu estafe mais próximo se afastaram desse primado, que norteia as relações do seu governo com a mídia em geral.

Dito isso –para que não usem esse artigo como sintoma de qualquer censura à imprensa–, quero escrever neste espaço para repudiar, com toda a ênfase, o infame, injusto e leviano editorial da Folha de S.Paulo publicado em 29 de novembro, no seu site online, e republicado no dia seguinte na edição impressa do veículo.

Os termos, o linguajar do editorial, seu conteúdo são desrespeitosos não só com a figura institucional do presidente da República como um libelo, um indisfarçável panfleto, desprovido de seriedade e consistência!

Com o editorial, a Folha de S.Paulo se junta àqueles derrotados nas urnas em outubro passado, aos que tentaram matar o então candidato Jair Bolsonaro, para pregar o desrespeito, a mentira e a tentativa frustrada de desmoralizá-lo no cargo mais graduado da República.

Não conseguirão!

O presidente Jair Bolsonaro tem uma legitimidade que a Folha de S.Paulo e outros veículos da mesma estirpe, torpes e levianos, não têm e jamais terão: o respaldo da maioria dos brasileiros que o elegeu com um pouco mais de 57 milhões de votos, 55% dos votos válidos.

Em São Paulo, sede do jornal e de quem lhe empresta o nome, e maior colégio eleitoral do país, o percentual de votos alcançou a marca dos 67%!

Isso é democracia, isso é respeitar o resultado das urnas e a livre e expressa vontade do povo brasileiro. O que a Folha de S.Paulo não faz, quando opta por um editorial que na verdade é um libelo contra a democracia ao desrespeitar a figura presidencial.

A fúria editorial do grupo jornalístico contra o presidente Jair Bolsonaro não é de hoje e nem começou com sua assunção à Presidência da República.

Já na campanha eleitoral o jornal paulista buscou denegrir sua imagem, ridicularizar suas propostas e plano de governo. Como não conseguiram no período eleitoral, tentam agora com ele na Presidência da República.

O rol de matérias “jornalísticas” é imenso. Registro aqui apenas a tentativa permanente de tentar mostrar, com a ajuda do partido do candidato derrotado no segundo turno, o uso indevido de zaps na campanha eleitoral, o que o Tribunal Superior Eleitoral já refutou. Mesmo assim, insistem.

As manchetes diárias do jornal sobre a economia do país –sempre com o foco negativo– também evidenciam a má-fé, a leviandade e o autoritarismo editorial do jornal contra o governo Bolsonaro.

Não se pode falar bem do que está dando certo e nem dos fundamentos macroeconômicos que demonstram o acerto da condução da política econômica, além da maior reforma da Previdência jamais realizada neste país.

No seu afã de prejudicá-lo, as matérias fantasiam estórias, dão respaldo a mentiras e tentam impor ao leitor sua visão caolha, retrógrada e pessimista com a situação política, econômica e social do Brasil.

Isso, definitivamente, não é jornalismo. É leviandade e autoritarismo.

Os frequentes editoriais da Folha de S.Paulo não correspondem à visão majoritária dos brasileiros e da opinião pública, que não são seu quintal expansionista de estórias nebulosas, de visões autoritárias e mentirosas.

Tal comportamento reiterado descredencia a Folha de S.Paulo como fonte de informação séria para a sociedade em geral, quanto mais como meio a ser considerado no processo de tomada de decisões políticas e econômicas.

A imprensa exerce uma função pública essencial. Por isso, ela deve ter compromisso com a verdade. Um veículo desta natureza não tem o direito de atuar como a Folha de S.Paulo atua. Não pode assacar contra a figura do presidente da República e de seus familiares de maneira perversa, contínua, persecutória e irresponsável.

No fundo, o que editorial do jornal faz é defender uma conspiração pela saída do presidente da República, num golpe contra as instituições e, principalmente, contra a vontade da maioria dos brasileiros.

A democracia brasileira e a liberdade de imprensa não merecem isso.

Fábio Wajngarten é chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

domingo, 1 de dezembro de 2019

Cultura marginal fomentada pela Globo e pela esquerda coleciona vítimas

As lamentáveis vítimas das drogas; do tráfego e até da polícia, que no caso de Paraisópolis me parece que agiu com força desproporcional e certa truculência.

Fora isso, esses bailes funk são canais de comércios de drogas e sexo. 

Há anos Bailes funk invadem as ruas de SP com apologia ao sexo e drogas

Em 2018 PM de SP realiza 'operação pancadão' em Paraisópolis

Tais comportamentos tem defesa garantida dos apologistas da Globo e de viciados da esquerda.

sábado, 30 de novembro de 2019

Ao lançar setas malignas em Bolsonaro a Folha mostra o seu verdadeiro caráter (do Diabo)

AQUI ESTÁ A RAZÃO DO ÓDIO A BOLSONARO👆👆
"Vós sois do diabo, vosso pai [...]"

Eis o verdadeiro caráter da Folha de São Paulo revelado por ela mesmo ao tentar se esquivar da sua escalada para destruir a reputação do presidente da República e sua família, bem como achincalhar os valores cristãos dos evangélicos e católicos, defendidos por Bolsonaro apenas pelo prazer de vê-lo agonizando na tentativa de reerguer o País e libertá-lo das quadrilhas estruturadas na política que ao longo de décadas cederam às chantagem do Jornal.

Segundo a Revista Forum, Dados da SECOM a Folha de S.Paulo recebeu em 2015 durante o período analisado, aproximadamente R$ 628.000,00. Já em 2016, recebeu R$ 1.118.448,92. Teve um aumento de 78,1%.

Não só a Folha, mais o resto da grande imprensa que também auferiram lucros com os esquemas que assolaram a República brasileira. O aumento do globo no curto governo de Temer foi de 1.129,4%.

Como Bolsonaro pós freio nessa pouca vergonha, essa mesma imprensa está rangendo os dentes contra Bolsonaro e tudo o que ele propõe para o Brasil. Não interessa se são coisas boas, eles atacam da mesma forma, lançando notícias falsas acerca do presidente e dos seus projetos. 

Os inimigos do Brasil pegam essas Fake News da grande imprensa e espalham mundo afora para que incautos acreditem, e  com isso fica contra o presidente e contra o Brasil. 

Também a esquerda pega carona e ajuda ainda mais gerar uma imagem ruim do Brasil afastando investidores e impedindo que o país saia da crise em que se encontra.

Uma ANÁLISE publicada neste sábado (30), sob o título "
", A Folha de São Paulo destaca trecho da Bíblia citado frequentemente por Bolsonaro em discursos, usado também para reclamar dos constantes ataques perpetrados pela Folha. Que, segundo Bolsonaro é um jornal que não se atém à verdade dos fatos.

Pois bem, A folha tenta contextualizar a passagem bíblica citada por Bolsonaro: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (Jo. 8.32). 

Para a Folha, o contexto original dos versículos está "bem mais próximo da visão dualista – bem contra mal, nós contra eles". 

Exatamente, Folha de São Paulo!!

O próprio Jornal explicou a citação de Bolsonaro:

"Jesus explica que está se referindo à liberdade em relação ao pecado e, diante da dificuldade do grupo em entender o que está dizendo, afirma que os judeus recusam a verdade e desejam matá-lo por inspiração demoníaca. “Vós sois do diabo, vosso pai, e quereis realizar os desejos de vosso pai”, sentencia ele.

Diz também a Folha: "No fim da conversa, o grupo pega pedras para atirá-las em Jesus, que consegue escapar".

Depois na sua capciosa análise, A Folha tenta descaracterizar o texto bíblico para esconder o verdadeiro caráter do Jornal com relação a Jair Bolsonaro. Um caráter de diabólico que reflete muito bem o que revela a Bíblia: “Vós sois do diabo, vosso pai".

Tudo por conta dos milhões que eram desviados do erário para enriquecer a Folha e comparsas de chantagens contra os poderes poderes que apodreceram a República. Que agora A Lava Jato e Bolsonaro tentam pôr Criolina para curar a bicheira que a quadrilha de políticos associados com essa mesma imprensa causaram à República.

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

O TRISTE CENÁRIO DO BRASIL: Povo antipatriota e um Congresso usurpador

"Patriotismo é o sentimento de orgulho, amor, devolução e devoção à pátria, aos seus símbolos e ao seu povo. É razão do amor dos que querem servir o seu país e ser solidários com os seus compatriotas".

Esse sentimento se detecta numa minoria da população brasileira. Geralmente está em cidadãos que ainda preservam valores de família e valores cristãos.

A verdade é que usurpadores e corruptos conduzem o país centrados em seus interesses particulares, notadamente quase toda cúpula do Congresso Nacional. Além pousam como legítimos representantes do povo e agem em seu nome para a pratica das mais horrendas canalhices.

E esse mesmo povo por ser antipatriota, por não amar o Brasil não esboça nenhuma reação, dando asas para os canalhas de plantão do Congresso Nacional brasileiro. Hoje constituído em boa parte por deputados e senadores bandidos e  perigosos aos cofres da Nação.

UM EXEMPLO  DE ANTIPATRIOTAS E USURPADORES👇