quinta-feira, 9 de agosto de 2012

TADEU PALÁCIO: mesmo ferido por uma impugnação, permanece firme como um soldado que luta até o fim.

Inspirado no filme Retroceder nuncarender-se jamais, Tadeu Palácio está na disputa, preparado para revidar aos golpes dos adversários.

 

Nesta semana Tadeu foi surpreendido com o apoio de velhos amigos do PDT e veteranos em política.

 

“esses amigos reforça nosso batalhão, são homens e mulheres veteranos em fazer a boa política, militantes que conduziram Jackson Lago a vitória, pessoas comuns do povo e parceiros que me permitiram mostrar que se administra São Luís em parceria com o povo”.

 

Tadeu Palácio e Eliziane Gama podem não serem os candidatos ideais para São Luís, mas são os melhores dentre os que se apresentam para a população.

 

Tadeu, mesmo tendo falhado em alguns momentos da sua administração, foi o melhor prefeito para a população de São Luís.

 

Suas ações na educação, na saúde, nos transportes e no trânsito tornou a vida para os ludovicenses melhor. Recebeu vários prêmios pela sua boa gestão.

 

Já castelo simulou e dissimulou com seu slogan “AGORA VAI!”, mas continuou estacionado, parado, sem ação, sem projetos, sem metas, sem educação, sem saúde, sem transporte digno, sem um trânsito ordenado. Apenas alguns remendos de ruas e buracos mal tapados com camadas finas de asfaltos apelidados pela população de Asfalto Sonrisal.

 

Completando 4 anos de mandato e por causa das eleições, João Castelo simula obras na cidade tocadas ao som de seus mais de 500 carros com a música “Eu quero mais, eu quero mais, Eu quero mais, eu quero ele de novo, Já provou que faz, Vai fazer muito mais Pro bem do nosso povo”.

 

QUE MUITO MAIS É ESSE?

 

O som soa como um deboche à população, diante da realidade do dia-a-dia de São Luis a olhos vistos em todos os setores sob a responsabilidade.

 

Mesmo sob ataque constante por conta do pedido de impugnação de sua candidatura, Tadeu Palácio não apresentou sinais de derrota.

 

Permanece em 2º lugar nas pesquisas, sejam falsas ou verdadeiras.