7 de jan de 2012

4º DESVIO COMPROVADO – As relações perigosas de Bia Venâncio em esquemas com Junior do Mojó.

1º DESVIO COMPROVADO (VEJA).

2º DESVIO COMPROVADO (VEJA).

3º DESVIO COMPROVADO (VEJA).

Agora apresentamos o 4º DESVIO COMPROVADO:
O esquema desta vez envolve o Vereador Junior do Mojó através da empresa SEMOGEL SERVIÇOS DE MÃO DE OBRA GERAL LTDA contratada para fazer serviços nas escolas de Paço do Lumiar-MA.

COMO FIZERAM:
Fizeram montagem de dispensas de licitação com aparência de legalidade para beneficiar a empresa SEMOGEL, ou melhor, o vereador Junior do Mojó em processos nos quais não existem as descrições dos supostos serviços a serem prestados.

Para dar cobertura à SEMOGEL utilizada por JUNIOR DO MOJÓ, foram incluídas as empresas W.W.W COMÉRCIO E CONSTRUÇÕES LTDA (COMERCIAL ARCO-IRIS) e a COMCIL  - COMERCIO, CONDTRUÇÕES E INCORPORAÇÕES LTDA.

1 - As dispensas não foram publicadas no Diário Oficial, contrariando o que determina o art. 26 da Lei nº 8.666/1993;

2 – As Empresas negaram participação nas dispensas de licitação. Duas das três empresas que teriam cotado preços negaram que tenham participado da dispensa ou encaminhado propostas para a Prefeitura de Paço do Lumiar (MA).

 - A proposta da CONCIL foi montada e teve assinatura falsificada;

 - Em depoimento o sócio da empresa W. W. W. COMÉRCIO E CONSTRUÇÕES LTDA negou a participação nas dispensas.

 - GISELE, a sócia da empresa SEMOGEL SERVIÇOS DE MÃO DE OBRA GERAL negou o encaminhamento de propostas à Prefeitura de Paço do Lumiar (MA), apesar de ter reconhecido como sua a assinatura no contrato. Disse que assinou a pedido do vereador de Paço do Lumiar (MA) conhecido como JÚNIOR DO MOJÓ.

Disse ainda que sua empresa estava com as atividades paradas desde 2007 e que emprestou os documentos da SEMOGEL para JÚNIOR DO MOJÓ. Negou, de sua parte, a realização de negócios com o município de Paço do Lumiar e/ou a prestação de serviços para aquele município.

Apesar de ter assinado dois contratos diferentes, a Sócia da SEMOGEL relatou que acreditava ter assinado apenas um contrato, haja vista que o segundo documento assinado foi justificado pelo vereador JÚNIOR DO MOJÓ como uma correção do primeiro.

3 – Inicialmente, foram embolsados R$ 109.448,55 do FUNDEB com cheque emitido nominalmente à SEMOGEL SERVIÇOS DE MÃO DE OBRA GERAL LTDA para pagamento da ESCOLINHA ABC.

4 – A Sócia da SEMOGEL conhecida como GISELE declara ainda que os recursos do FUNDEB sacados em nome de sua empresa foram todos entregues para JUNIOR DO MOJÓ:
Ao todo foram identificados 3 cheques (850016, 160207 e 160208) nos valores de R$ 109.448,55, R$ 92.567,92 e R$ 28.324,53; totalizando R$ 230.341,00. Os dois primeiros foram emitidos nominalmente a SEMOGEL e o último emitido à empresa L.E.P. GUTERRES – ISCA CONTROLE DE PRAGAS da qual GISELE não participa mas assinou o cheque em seu verso.

Nos dois últimos cheques, há informação em seu verso, que se destinavam a crédito na conta pertencente a MARY JANNE G. DO  NASCIMENTO NASCIMENTO, que, segundo GISELE, é esposa do vereador JÚNIOR DO MOJÓ.

Há ainda outra dispensa de licitação em prol da SEMOGEL no valor de R$ 104.537,45.

Esse procedimento também foi montado de forma escandalosa e criminosa. Aliás, todos os procedimentos de licitação da administração BIA VENÂNCIO são viciados e cheios de irregularidades.
                   
Teriam participado da suposta licitação as empresas SEMOGEL, a CONSTRUTORA REQUINTE – Construções e Incorporações Requinte Ltda e W. W. W. COMÉRCIO E CONSTRUÇÕES LTDA.

As assinaturas das propostas de preços das três supostas licitantes não correspondem às assinaturas constantes dos atos constitutivos das empresas. Ou seja, as assinaturas foram falsificadas:


 O dano aos cofres da prefeitura desta vez foi de R$ 230.341,00 + R$ 104.537,45 = R$ 334. 878,45. Dinheiro que certamente não ficou só com JUNIOR DO MOJÓ. Esperamos que ele apareça logo e explique quem são os demais envolvidos. Com certeza ele falará.

E assim continua a Sra. BIA VENÂNCIO tranqüila no cargo de prefeita manipulando boa parte dos profissionais da imprensa, manipulando alguns da justiça, silenciando aqui e acolá seus inimigos e dizendo em alto e bom som que tem como apoio Sarney Filho.

Enquanto isto, os jabaseiros abrem os microfones para o Sr. THIAGO AROSO tentar enganar a população e manipular os fatos.

Enquanto isto, a Polícia Federal do Maranhão continua calada. Ou está amarrada por ordens superiores ou o atual superintendente ainda está atônito se perguntando como os corruptos do maranhão conseguem dar nó em trilho.

É melhor a PF dar uma verificada em suas fileiras e verificar se não tem alguém que está ou estava envolvido com a grupo que comanda esses desvios em Paço do Lumiar. Há indícios fortíssimos de cobertura para a realização de alguns dos esquemas que aqui continuarão a ser denunciados. Dias atrás o blog recebeu informações de fonte confiável que apontam fortes indícios, porém informei que isto é da competência do Departamento de Polícia Federal.

Enquanto nada acontece só quro pedir que - NÃO ATIRE EM MIM!

Aguarde a próxima postagem.

 

 5º DESVIO COMPROVADOR$ 1.613.227,72 que deveriam ser usados na reforma de escolas em Paço do Lumiar-MA.


DECLARAÇÃO DE UMA DIRETORA:
“O período no qual a escola esteve sob gestão municipal, não houve quaisquer tipos de gastos relacionados a reparo, reforma ou construção por parte da Secretaria Municipal de Educação de Paço do Lumiar-MA. QUE em 2010 quando a escola já não era mais municipalizada ocorreram reformas (construção de 2 banheiros, reforma de 2 banheiros e pintura da escola), mas com recursos provenientes de doações de terceiros,inclusive a execução dos serviços foi feita pelos pais dos alunos." (Diretora da Escola Cidinha Marques).

 

Aguarde e verás como anda a educação das crianças de Paço do Lumiar, enquanto os recursos do FUNDEB são surrupiados.