TODO PODER EMANA DO POVO

Acessos

Mostrando postagens com marcador PF. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador PF. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

BOMBA!! Como operava a organização criminosa no desvios de verbas federais no Município de Pinheiro/MA

Na Operação denominada “Irmandade”, nesta quarta-feira (12), a Polícia Federal revela a composição de uma ORCRIM - organização criminosa atuando no Município de Pinheiro/MA, que possui, tanto no núcleo político, quanto no núcleo empresarial, irmãos integrantes do esquema criminoso.

A polícia Federal descobriu que foi através de contratações para suposta locação de veículos e máquinas pesadas (PREGÃO PRESENCIAL Nº 030/2018) e suposto fornecimento de combustíveis (PREGÃO PRESENCIAL Nº 016/2020), que a organização criminosa articulou seus esquemas.

Os contratos eram aditivados várias vezes e assim a organização criminosa ia aumentando seus lastros de corrupção entre a irmandade criminosa. Cerca de R$ 38 milhões já foram desviados só em duas licitações.

Extratos obtidos pela redação do blog mostra os contratos utilizados para os pregões citados pela PF, confira👇

A PF descobriu também que o proprietário de fato dessas empresas seria o gestor público municipal, o que se confirmou por meio da análise das movimentações bancárias. Nessa oportunidade, constatou-se que parte dos pagamentos realizados pelo Poder Público para tais empresas era revertido para as contas do servidor público.

São diversos crimes de fraude à licitação, peculato, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa (ORCRIM).

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

BOMBA!! 🧨No jogo bruto contra Bolsonaro Ministro do TSE marca julgamento para terça-feira (26). O mandato do ministro termina na sexta-feira (29). O blog expôe as armações e PF inocenta Bolsonaro

A partir da associação com com a Folha de São Paulo, inimiga de Bolsonaro, comunistas do PT, PC do B e PROS armaram um plano para acusar Bolsonaro de ter praticado crime eleitoral.

No apurado pelo blog constam indícios de que o Jornal Folha de S. Paulo cuidou da tarefa de plantar uma notícia falsa (fake news) e com ela os comunistas dariam sequência ao plano criminoso de acusar Bolsonaro de ter fraudado as eleições e crime eleitoral.

Deram início à execução do plano em 18/10/2018, quando o Jornal Folha de S. Paulo plantou a matéria criminosa, dizendo: “foram comprados pacotes de disparos em massa de mensagens contra o Partido dos Trabalhadores, e a Coligação ‘O Povo Feliz de Novo’, pelo aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp”.

No mesmo dia (18/10/2018), o PT, PC do B e PROS continuaram a execução do plano, indo ao TSE e apresentando Ação de Investigação Judicial Eleitoral, que recebeu o número Processo 0601771-28.2018.6.00.000.

No dia seguinte (19/10/2018), o então Corregedor-Geral da Justiça Eleitoral da época, Ministro JORGE MUSSI, percebeu a armação e escreveu no processo: “toda a argumentação desenvolvida pela autora está lastreada em matérias jornalísticas”. Ou seja não tinha nenhuma prova.

Em 18/6/2019 o Jornal Folha de S. Paulo plantou a matéria falsa, denunciando que "empresas brasileiras teriam contratado uma agência de marketing na Espanha para fazer disparos em massa de mensagens pelo WhatsApp a favor da candidatura de Bolsonaro".

No dia seguinte (19/06/2019) a Folha de S. Paulo publicou a fake news, dizendo: “Engenheiro boliviano diz que seu software foi usado para disparos pró-Bolsonaro”.

Em 7/10/2019, o Ministério Público Eleitoral instado a se manifestar pelo Ministro JORGE MUSSI, "pronunciou-se pela rejeição das preliminares e, no mérito, pela improcedência da ação de investigação judicial eleitoral" contra Bolsonaro.

Com isso, vendo o plano do PT, PC do B e PROS indo por água abaixo, a Folha de S. Paulo plantou a notícia falsa, dizendo: “WhatsApp admite envio maciço ilegal de mensagens nas eleições de 2018".

Depois disto (em 15/10/2019), o mesmo Ministro JORGE MUSSI concluiu o processo e marcou o julgamento de Bolsonaro, escrevendo: “encontra-se concluso, desde 10.10.2019, para confecção de voto e inclusão do feito em pauta, para julgamento plenário", depois estranhamente deferiu pedido para ser compartilhado supostas provas de outro processo, o de número 0601782-57.2018.6.00.0000, Julgado improcedente em 08/03/2021 pelo Plenário do TSE.😱

A partir daí inicia-se um jogo bruto pra cima de Bolsonaro envolventos elementos do STF e do próprio TSE - os fatos no processo mostram esse jogo brutal dentro de uma corte de justiça, cujo todos integrantes deveriam zelar pela isenção e imparcialidade.

VAI VENDO!!

Em 27/5/2020, como o plano não estava dando certo, solicitaram que supostas provas obtidas no Inquérito nº 4.781 do Xerife Alexandre de Moraes, fossem anexadas no processa eleitoral. O Ministério Público Eleitoral opinou pelo indeferimento dessa armação.

Em 9/12/2020, Bolsonaro anexou no processo sentença do Juízo da Vara Cível da Comarca de Brusque/SC, na qual a Folha de S. Paulo e a jornalista Patrícia Campos Mello foram condenadoa ao pagamento de indenização por danos morais ao representado Luciano Hang e à Havan Lojas de Departamentos LTDA., no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais), em razão das mesma falsas notícias absorvidas pelo TSE e Alexandre de Moraes nos seus inquéritos criados para perseguir apoiadores de Bolsonaro.

Já em 14/7/2021, o Ministro Luis Felipe Salomão, telator da ação dos comunistas, recebe o Ofício eletrônico nº 9850/2021, de Alexandre de Moraes, por meio do qual encaminhou cópia do Relatório do Inquérito nº 4.781 em que ele acusa, investiga e julga. foi enviado para rechear o processo de acusação contra Bolsonaro.

Em 3/8/2021, o Ministro Luis Felipe SalomãoCorregedor-geral da Justiça Eleitoral👨‍⚖️, ombreado com Alexandre de Moraes, pediu o recheio de mais o Inquérito 4.828, do STF, alegando que ali "poderia conter elementos de interesse ...."😲

Consta no Relatório de Análise nº 32/2021 produzido pela Polícia Federal, que, após análise de conversa entre Luciano Hang e Allan dos Santos, “não foi encontrada mensagem que se relacione com a hipótese criminal” de acusação a Bolsonaro.

A PF também relatou que em conversas entre Allan dos Santos e Eduardo Bolsonaro, não havia “qualquer comprovação de prática de crime antidemocrático ou participação” do representado “nas acusações inverídicas efetuadas a seu respeito”.

Por fim o Ministério Público Eleitoral opinou pela improcedencia da ação articulada pelos inimigos de bolsonaro, de fora e de dentro da Câmara, do Senado e do próprio Judiciário, conforme os indícios apontados.

Esse é o jogo bruto pra cima de Bolsonaro sem dó e piedade. São facada outras.🔪🔪🔪

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Cai a máscara de Edivaldo Holanda Jr - sua gestão rouba recursos da Saúde e PF sai no encalço da quadrilha

 
   Simulando compra de máscaras descartáveis, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior embolsou R$ 1.811.600 do erário municipal, desviando recursos públicos federais, que seriam usados no enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19). Nesta sexta-feira (30), a PF saiu no encalço da quadrilha em São Luís e Paço do Lumiar. 

    Os policiais federais tinham em mãos 17 mandados de busca e apreensão, e 7 medidas de afastamento de função pública e proibição de acesso a SEMUS. 

   Há a participação de diversos servidores da Secretaria Municipal de Saúde de São Luís na falsificação de documentos públicos. Mediante o envio de propostas para a empresa contratada com um superfaturamento de mais de 100%. Uma máscara descartável ao custo de R$ 9,90. 

  Uma das empresas suposta vencedoras do processo de contratação, tem alvará de funcionamento de oficina mecânica e nunca fornecido máscaras, nem qualquer insumo médico. 

    A Justiça Federal determinou o sequestro de bens dos principais investigados, no valor total de até R$ 1.050.000. A PF Identificou que as empresas envolvidas pertencem à mesma família. Os investigados responderão pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, fraude em processo licitatório, superfaturamento na venda de bens e associação criminosa.

domingo, 20 de setembro de 2020

Por que o MP e Poder judiciário escondem os esquemas criminosos da Globo entregues em 2018 para a PF?

sábado, 11 de julho de 2020

Fraudadores e parasitas tratam o povo de Paço do Lumiar como abestados e sem memória

Fraudadores e parasitas da política luminense persistem em tratar a população de Paço do Lumiar como se fossem bando de bestas sem memória.

Paço do Lumiar foi inviabilizada por uma década devido aos parasitas
A começar pelo triste episódio da Operação Aliens (parasitas) da PF, que desarticulou a quadrilha que arrasou com os cofres de Paço ... integrantes da mesma quadrilha articulam neste 2020 candidaturas para recomeçarem suas operações escusas.

Quem não sabe que dentre os pré-candidatos tem candidatura articulada pela mesma quadrilha de 2012. Basta acompanhar seus movimentos.

O método e os esquemas deles são conhecidos (comprar partidos, distribuir cestas básicas, distribuir bandecos, comprar lideranças, fraudar transferência de títulos e pesquisas eleitorais, etc).

Fraude na transferência de títulos – em apenas quatro meses – 2.868 títulos foram transferidos para a Comarca eleitoral de Paço do Lumiar, conforme consta no sistema da Justiça eleitoral.

Fraude em pesquisas eleitorais – A mesma quadrilha têm contratado pesquisas eleitorais, excluindo alguns pré-candidatos do Município – induzindo o eleitor para suas pré-candidaturas, conforme revelação de um confiável blog

Este Blog ajustou seus radares para Paço do Lumiar e estará de olho nas movimentação dessa gente não confiável – seus passados lhes condenam e é um perigo para os cofres de Paço, que cabe à população protegê-los.