AQUI É O PORTAL DAS ELEIÇÕES 2020

Acessos

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Secretário de Saúde do MA diz não ter obrigação de informar contrato de repasse de dinheiro público para o Consórcio da Corrupção

O denominado Consórcio do Nordeste, composto por governadores dos partidos mais corruptos do Brasil foi criado para fazerem oposição às políticas públicas de Bolsonaro e agora se descobriu que é um consórcio da corrupção.

Num esquema de R$ 48,7 milhões com a empresa Hempcare, a aludida associação de governadores do Nordeste simularam compra de respiradores para combate à Covid-19, que não foram entregues.

O O Governo do Maranhão entrou no esquema com uma transferência de R$ 4,3 milhões ao Consórcio Nordeste para a suposta compra dos tais respiradores. 

Para ocultar a transação suspeita de corrupção, o governo do Maranhão não disponibilizou no Portal da Transparência a transferência dos recursos públicos , que deveria dar acesso aos dados administrativos e financeiros da gestão pública a qualquer contribuinte.

Agora o secretário estadual da Saúde do MA, Carlos Lula, disse na lata do TCE-MA (Tribunal de Contas do Estado do Maranhão)  que não tem a obrigação de informar ao TCE-MA os contratos assinados de repasse do dinheiro público à Associação dos governadores do Nordeste (Consórcio do Nordeste).

Sabe o que vai acontecer? provavelmente, nada!!

Vão fazer umas simulaçõezinhas para enganar  o iludido povo do Maranhão.
MAIS DINHEIRO E MAIS MISÉRIA PARA O MARANHÃO - POR AQUI A LÓGICA É INVERSA.

Ver também ... 
Ao TCE, Carlos Lula diz não ter obrigação de informar contratos com o Consórcio Nordeste
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem vindo
Opine, comente, debata ...