30 de mar de 2019

Justiça cassa liminar que proibia comemorar golpe de 64 e o blog mostra os fatos e atrocidades das duas partes

A corregedora da Justiça Federal da 1ª Região, desembargadora Maria do Carmo Cardoso, derrubou a liminar dada pela juíza Ivani Silva da Luz, da 6ª Vara da Justiça Federal em Brasília, que proibia o governo de promover a realização de eventos alusivos ao golpe de 1964, que completa 55 anos neste domingo (31).

O que os comunistas chamam de GOLPE MILITAR DE 1964 foi na verdade a salvação do Brasil, que hoje estaria vivendo o terror de uma ditadura comunista igual a de Cuba, Venezuela ou Coreia do Norte.

Neste artigo vamos mostrar com provas o Contragolpe de 1964 e o caminho da sua repetição nos dias atuais.

Primeira Parte – O CONTRAGOLPE DE 1964 – A História verdadeira que não foi contada à população pós-1985.

1 – No dia 13 de março de 1964, após terem sido treinados por Cuba e pelos chineses, o comunistas liderados pelo Próprio presidente João Goulart, Leonel Brizola e Miguel Arrais fizeram um comício na Central do Brasil, no Rio de Janeiro. Ali estavam presentes mais de 100 mil comunistas, que pediram a legalização do PCB e a entrega de armas para tomarem o país de assalto.

2 – No dia 19 de março de 1964 ocorreu a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que juntou mais de 800 mil pessoas em oposição ao comício dos comunistas do dia 13.

3 – Nesse mesmo período os comunistas tinham trabalhado a cabeça de muitos militares do exército. E em 20 de março de 1964, a Associação do Marinheiros e Fuzileiros navais do Brasil, apoiados por João Goulart e Leonel Brizola, reuniram-se e declararam um motim. Surgindo daí vários focos comunistas no interior das forças armadas.

4 – Logou depois realizaram em Niterói, na sede do Sindicato dos Operários Navais, um Congresso latino – Americano de Solidariedade a Cuba, que era quem estava fornecendo armas para o golpe comunista.

5 – Na véspera de 30 de março de 1964, João Goulart, num evento de homenagem na Associação de Sargentos, exigiu mudança na constituição para que pudesse concorrer as eleições presidenciais de 1965, contrariando os pré-candidatos Carlos Lacerda, Magalhães Pinto e Juscelino Kubitschek.




6 – O GOLPE COMUNISTA estava preparado para acontecer em 1º de maio de 1964 se o Congresso não aprovasse as mudanças para a candidatura do representante dos comunistas. O povo foi alertado pela imprensa, pela igreja, por empresários e por parte do Congresso – e multidões saíram às ruas pedindo intervenção militar já para conterem os comunistas no Brasil.

7 – Em 31 de março de 1964, o General Olímpio Mourão Filho parte de Minas Gerais com suas tropas rumo ao Rio de Janeiro para contra sufocar o golpe planejado pelos comunistas. Apoiado pela população não encontrou resistência – e João Goulart se asilou no Uruguai.

Em meio as comemorações do povo pela expulsão dos comunistas, em 11 de abril de 1964, o Congresso Nacional elegeu o General Castelo Branco como novo presidente do Brasil com maciço apoio da imprensa e do Congresso.

Os comunistas foram à forra e passaram a cometer assassinatos e atentados terroristas indiscriminadamente, matando inocentes e quem eles identificassem como sendo da Polícia. Praticaram inúmeros atos de terrorismo, mataram inocentes e hoje se fazem de vítimas apontando só as atrocidades do Novo Regime.

Lista Brasileiros assassinados por terroristas comunistas:


Mortos pelos comunistas após o exército brasileiro sufocar o golpe deles de 1964.

12/11/64 – Paulo (Vigia – Rj)
27/03/65 – Carlos Argemiro (Sargento do Exército – Pr)
25/07/66 – Edson Régis De (Jornalista – Pe)
25/07/66 – Nelson Gomes (Almirante – Pe)
28/09/66 – Raimundo De Carvalho (Cabo Pm – Go)
24/11/67 – José Gonçalves Conceição (Fazendeiro – Sp)
07/11/68 – Estanislau Ignácio (Civil – Sp)
15/12/67 – Osíris Motta (Bancário – Sp)
10/01/68 – Agostinho F. Lima – (Marinha Mercante – Am)
31/05/68 – Ailton De (Guarda Penitenciário – Rj)
26/06/68 – Mário Kozel Filho (Soldado Do Exército – Sp)
27/06/68 – Nelson (Sargento PM – Rj)
27/06/68 – Noel De Oliveira (Civil – Rj)
01/07/68 – Von Westernhagen (Major Ex. Alemão – Rj)
07/09/68 – Eduardo Custódio (Soldado PM – Sp)
20/09/68 – Antônio Carlos (Soldado PM – Sp)
12/10/68 – Charles Rodney (Capitão do Ex. Usa – Sp)
12/10/68 – Luiz Carlos (Civil – Rj)
25/10/68 – Wenceslau Ramalho (Civil – Rj)
07/01/69 – Alzira B. De Almeida – (Dona de Casa – Rj)
11/01/69 – Edmundo Janot (Lavrador – Rj)
29/01/69 – Cecildes M. de Faria (Inspetor de Pol. – Mg)
29/01/69 – José Antunes Ferreira (Guarda Civil – Mg)
14/04/69 – Francisco Bento (Motorista – Sp)
14/04/69 – Luiz Francisco (Guarda Bancário – Sp)
08/05/69 – José (Investigador De Polícia – Sp)
09/05/69 – Orlando Pinto (Guarda Civil – Sp)
27/05/69 – Naul José (Soldado Pm – Sp)
04/06/69 – Boaventura Rodrigues (Soldado PM – Sp)
22/06/69 – Guido – Natalino A. T. (Soldados PM – Sp)
11/07/69 – Cidelino Palmeiras (Motorista de Táxi – Rj)
24/07/69 – Aparecido dos Santos (Soldado PM – Sp)
20/08/69 – José Santa (Gerente De Banco – Rj)
25/08/69 – Sulamita Campos (Dona De Casa – Pa)
31/08/69 – Mauro Celso (Soldado PM – Ma)
03/09/69 – José Getúlio – João G. (Soldados da PM)
20/09/69 – Samuel (Cobrador de Ônibus – Sp)
22/09/69 – Kurt (Comerciante – Sp)
30/09/69 – Cláudio Ernesto (Agente da PF – Sp)
04/10/69 – Euclídes de Paiva (Guarda Particular – Rj)
06/10/69 – Abelardo Rosa (Soldado PM – Sp)
07/10/69 – Romildo (Soldado PM – Sp)
31/10/69 – Nilson José de Azevedo (Civil – Pe)
04/11/69 – Estela Borges (Investigadora do Dops – Sp)
04/11/69 – Friederich Adolf (Protético – Sp)
07/11/69 – Mauro Celso (Soldado PM – Ma)
14/11/69 – Orlando (Bancário – Sp)
17/11/69 – Joel (Sub-Tenente PM – Rj)
17/12/69 – Joel (Sargento – PM – Rj)
18/12/69 – Elias (Soldado do Exército – Rj)
17/01/70 – José Geraldo Alves Cursino (Sgt PM – Sp)
20/02/70 – Antônio A. Posso Nogueró (Sgt PM – Sp)
11/03/70 – Newton de Oliveira Nascimento
31/03/70 – Joaquim (Investigador de Polícia – Pe)
02/05/70 – João Batista (Guarda de Segurança – Sp)
10/05/70 – Alberto Mendes Júnior (1º Tenente PM – Sp)
11/06/70 – Irlando de Moura (Agente da PF – Rj)
15/07/70 – Isidoro (Guarda de Segurança – Sp)
12/08/70 – Benedito (Capitão do Exército – Sp)
19/08/70 – Vagner L. Vitorino (Guarda de Seg. – Rj)
29/08/70 – José Armando (Comerciante – Ce)
14/09/70 – Bertolino Ferreira (Guarda de Seg. – Sp)
21/09/70 – Célio (Soldado PM – Sp)
22/09/70 – Autair (Guarda de Segurança – Rj)
27/10/70 – Walder X. (Sargento da Aeronáutica – Ba)
10/11/70 – José Marques (Civil – Sp)
10/11/70 – Garibaldo (Soldado PM – Sp)
10/12/70 – Hélio de Carvalho (Agente da PF – Rj)
07/01/71 – Marcelo Costa Tavares (Estudante – MG)
12/02/71 – Américo (Soldado PM – Sp)
20/02/71 – Fernando (Comerciário – Rj )
08/03/71 – Djalma Pelucci (Soldado PM – Rj)
24/03/71 – Mateus Levino (Tenente da Fab – Pe)
04/04/71 – José Júlio Toja (Major do Exército – Rj)
07/04/71 – Maria Alice (Empregada Doméstica – Rj)
15/04/71 – Henning Albert (Industrial – Sp)
10/05/71 – Manoel Silva (Soldado PM – Sp)
14/05/71 – Adilson (Artesão – Rj)
09/06/71 – Antônio Lisboa Ceres (Civil – Rj)
01/07/71 – Jaime Pereira (Civil – Rj)
02/09/71 – Gentil Procópio (Chofer de Praça – Pe)
02/09/71 – Gaudêncio – Demerval (Guardas Seg. – Rj)
–/10/71 – Alberto Da Silva (Civil – Rj)
22/10/71 – José (Sub-Oficial da Marinha – Rj)
01/11/71 – Nelson Martinez (Cabo PM – Sp)
10/11/71 – João (Cabo PM – Sp)
22/11/71 – José Amaral (Guarda De Segurança – Rj)
27/11/71 – Eduardo Timóteo (Soldado PM – Rj)
13/12/71 – Hélio F. (G.Seg. – Rj) – Manoel da Silva (Com.) – Francisco B. (Mot.)
18/01/72 – Tomaz P. de Almeida (Sargento PM – Sp)
20/01/72 – Sylas Bispo Feche (Cabo PM – Sp)
25/01/72 – Elzo Ito (Estudante – Sp)
01/02/72 – Iris (Civil – Rio De Janeiro)
05/02/72 – David A. (Marinheiro Inglês – Rj)
15/02/72 – Luzimar Machado De (Soldado PM – Go)
27/02/72 – Napoleão Felipe Bertolane (Civil – Sp)
06/03/72 – Walter César (Comerciante – Sp)
12/03/72 – Manoel (Guarda de Segurança – Sp)
12/03/72 – Aníbal F. de A. (Coronel Exército – Sp)
12/03/73 – Pedro (Capataz da Fazenda Capingo)
08/05/72 – Odilon Cruz (Cabo do Exército – Pa)
02/06/72 – (Sargento PM – Sp)
29/06/72 – João (Mateiro da Região do Araguaia – Pa)
Set/72 – Osmar (Posseiro – Pa)
09/09/72 – Mário Domingos (Detetive Polícia Civil – Rj)
23/09/72 – Mário Abraim Da (2º Sgt do Exército – Pa)
27/09/72 – Sílvio Nunes (Bancário – Rj)
01/10/72 – Luiz Honório (Civil – Rj)
06/10/72 – Severino F. – José I. (Civis – Pe)
21/02/73 – Manoel Henrique (Comerciante – Sp)
22/02/73 – Pedro Américo Mota (Civil – Rio De Janeiro)
25/02/73 – Octávio Gonçalves Moreira (Del. de Pol – Sp)
…/06/73 – Francisco Valdir (Soldado do Exército – Pa)
10/04/74 – Geraldo José (Soldado PM – Sp).

ASSISTA AO DOCUMENTÁRIO DA VERDADEIRA HISTÓRIA DO QUE SE PASSOU EM 1964.

CONFIRA ESTE DOCUMENTO RESERVADO DOS ATOS TERRORISTA DOS COMUNISTAS


Comunistas, apoiadores e até pessoas inocentes foram mortos na reação extrema do Regime Militar.
No combate aos comunista o regime militar cometeu também atrocidades, utilizando o método da tortura para identificar os participantes do golpe terrorista. Participantes, apoiadores e incentivadores foram caçados sem trégua e mortos. Agirem no mesmo lema dos comunistas – os fins justificam os meios. Tais atos sem uso do ordenamento jurídico vigente mancharam a história das forças armadas brasileira. Entretanto, se não tivessem agido rápido, o Brasil hoje seria uma ditadura comunista nos moldes da Soviética que matou 20 milhões de pessoas.

Por lavagem cerebral o PC do B levou jovens e pessoas simples a se envolverem com a guerrilha do Araguaia. Onde o exercito agiu com mão de ferro. Confira:

Guerrilha do Araguaia – Parte 1
Guerrilha do Araguaia – Parte 2
Guerrilha do Araguaia – Parte 3
Guerrilha do Araguaia – Parte 4
Guerrilha do Araguaia – Parte 5
Guerrilha do Araguaia – parte final

Segunda Parte – As articulações comunistas de 2019 caminham para a repetição de tudo isto que foi mostrado.


Com a nova configuração de governo de Bolsonaro – que combate a corrupção; que desagrada a velha política da esquerda; desagrada a maioria do Congresso e da grande imprensa que teve benesses cortadas, os comunistas associados usam as redes sociais e outros expedientes para tentarem desmontar os projetos de Bolsonaro e retomarem a ideia de um Brasil Comunista. Mais uma vez a 
Marcha da Família com Deus não permitirão tal insanidade.
Contrariados pela interrupção do projeto de tornaram o Brasil uma ditadura socialista, os comunistas derrotados nas eleições de 2018 articulam e usam táticas modernas de arregimentar adeptos (as mídias sociais). A partir do Nordeste, o PC do B, PT, PSOl e partidos associados articulam um levante contra o atual governo recheado de militares. Chamam o tal levante apenas de oposição. Até uma composição de governadores do Nordeste já foi feita em oposição ao atual governo.

Para conquistar simpatia de massas populares ingênuas como fizeram na guerrilha do Araguaia os tais partidos comunistas alegam que estão se unindo para defenderem direitos dos pobres, das minorias, dos trabalhadores, dos sem terra, ETC. E por aí vai a construção de argumentos para enganar bestas.

A essa altura, sem medo de afirmar, algum serviço de inteligência segue os passos dessa gente que tem ideias perigosíssimas para a democracia brasileira.

Nessas horas é bom lembrar o alerta do Apocalipse: “E ouvi outra voz que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas”. (Apocalipse 18:4).