7 de mai de 2014

POR DETERMINAÇÃO JUDICIAL, VEREADOR DE PAÇO DO LUMIAR SE RETRATA DE CRIME DE INJÚRIA E DIFAMAÇÃO CONTRA PROFESSOR.

VEREADOR JORGE MARU SE RETRATA POR ERRO INFAME COMETIDO CONTRA BLOGUEIRO DE PAÇO DO LUMIAR.

Por determinação da Juíza de direito da Comarca de Paço do Lumiar, Drª Joelma Sousa Santos, em audiência realizada no dia 28 de abril no juizado especial cível e criminal do maiobão, o Vereador Antônio Jorge Lobato Ferreira ( Jorge Marú ) utilizou nesta manhã de terça-feira (06) a tribuna do Parlamento Municipal para se retratar das acusações infâmias cometidas nessa mesma tribuna no dia onze de fevereiro de 2012, onde o nobre parlamentar acusou o reclamante de desviar da Secretaria Municipal de Educação 36 frangos e por não ter prestado conta dos vinte e dois mil reais recebido pelo financeiro da Educação. 

Ribamar Correia, um simples cidadão de Paço
do Lumiar, conhecido pela sua luta e honestidade.
O Professor Ribamar Correia, durante audiência no Juizado de Paço do Lumiar se absteve dos vinte salários mínimos que havia cobrado em juízo ao vereador Jorge Marú pelo crime de constrangimento e danos morais, por apenas um pedido de desculpa perante o público e os vereadores desse Município. 

Para esclarecer o mal entendido, o vereador Jorge Marú relatou particularmente ao professor Ribamar Correia o nome das pessoas que as levaram as devidas informações sobre esse caso. Por questão de ética o nome dessas pessoas não serão aqui relatadas, entretanto, segundo o professor Ribamar Correia, entrará também com uma ação na justiça contra essas informantes, para que as mesmas provem na justiça tais acusações. 

Assim como Jorge Maru se desculpou perante o parlamento e os ouvintes da galeria, exige também do blogueiro Chagas que faça uma nota em seu blogue pedindo desculpas ao professor por ter publicado a matéria em seu blog sem antes saber das veracidades dessas acusações. Caso o Blogueiro não se retrate, o professor Correia tomará as providências legais contra o mesmo. 

No mais, professor Correia agradece ao parlamentar pela obediência à justiça, que daqui para frente segue normal a amizade com o mesmo.

Veja as provas apresentadas à justiça