26 de fev de 2014

OS BLOGS DOS SARNEY ACABARAM COM A RAÇA DO DEPUTADO BIRA DO PINDARÉ. TRATARAM O DEPUTADO COMO UM CRIMINOSO, UM CORRUPTO, UM LARÁPIO, MAS AGORA TEM QUE ENGOLIR O QUE VOMITARAM. O TCU POR UNANIMIDADE ABSOLVE O DEPUTADO.

  1. OLHA O QUE ELES PUBLICARAM SOBRE O DEPUTADO:

  2. TCU condena Bira do Pindaré por desvio de dinheiro público

    www.luiscardoso.com.br/.../tcu-condena-bira-do-pindare-por-desvio-de-...

  3. Bira do Pindaré está condenado pelo TCU | MARANHÃO NEWS

    www.maranhaonews.net/bira-do-pindare-esta-condenado-pelo-tcu/

  4. Bira do Pindaré contesta matéria sobre sua condenação no TCU

    www.blogdojorgearagao.com.br/.../bira-do-pindare-contesta-materia-sob...

  5. Imagem do dia: Bira do Pindarécondenado também pelo povo…

    www.marcoaureliodeca.com.br/.../bira-do-pindare-condenado-tambem-p...

  6. Bira do Pindaré garante mandato, mas continua ficha suja para ...

    www.atual7.com/.../bira-do-pindare-garante-mandato-mas-continua-fich...

  7. Blog do Mario Carvalho: Bira do Pindaré está condenado pelo TCU

    blogdomariocarvalho.blogspot.com/.../bira-do-pindare-esta-condenado-...

  8. Bira do Pindarécondenado, espalha a própria lama | Caio Hostilio

    caiohostilio.com/.../bira-do-pindare-condenado-espalha-a-propria-lama/

  9. Bira do Pindaré de orelha quente | Gilberto Léda

    gilbertoleda.com.br/2013/07/08/bira-do-pindare-de-orelha-quente

AGORA TEM QUE SE AJOELHAREM À VERDADE:

TCU admite recurso e absolve Bira do Pindaré


O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) foi absolvido hoje (26) pelo Tribunal de Contas da União (TCU), por unanimidade, da acusação de desviar recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para beneficiar uma empresa com contratos irregulares na Delegacia Regional do Trabalho (DRT) do Maranhão, órgão que comandou entre 2003 e 2006.

O TCU aceitou Recurso de Reconsideração apresentado pelo parlamentar e corrigiu decisão anterior, que o condenava por improbidade administrativa. Os ministros concluíram que Bira só foi incluído na questão em razão do extravio do processo relativo a contratação de serviços, quando suas contas perante a DRT/MA já haviam sido aprovadas.

“ [...] A ausência de registros das notas fiscais no órgão de Fazenda Estadual levou à presunção de que a comprovação das despesas era irregular e por isso deveria ser glosada Contudo, há duas inconsistências na caracterização desse débito. A primeira é a presunção de que os serviços não foram prestados. A segunda inconsistência na caracterização do débito diz respeito ao fato de um juízo de inidoneidade das notas fiscais haver decorrido de consulta ao órgão fazendário estadual”, disse.

Com a decisão, o parlamentar não é mais considerado ficha-suja e poderá participar normalmente das eleições de outubro deste ano. Por meio de nota à imprensa, o deputado disse estar “satisfeito” com o julgamento e que se sente aliviado. “Nunca na minha vida eu me senti tão injustiçado, mas Deus é maior. Estou feliz”, declarou.