Acessos

segunda-feira, 29 de julho de 2013

MAIS UM AGRACIADO COM HABEAS CORPUS NO CASO DÉCIO SÁ

17h55 – O que todos temiam parece agora inevitável. Depois do capitão da Polícia Militar do Maranhão, Fábio Aurélio Saraiva Silva, o “Fábio Capita”, que conseguiu Habeas Corpus no fim de maio, agora foi à vez de Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Bochecha”, também conseguir sua liberdade.
O Blog acaba de receber a informação que o juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de São Luís, José Costa, que substituiu ao juiz Márcio Brandão, que realizou as audiências das testemunhas e acusados do Caso Décio Sá, teria concedido Habeas Corpus a Bochecha nesta segunda-feira (29).
O detalhe é que o juiz José Costa está a aproximadamente 20 dias na nova função e na semana passada inclusive recebeu o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Douglas Cunha, para tratar sobre a demora para o julgamento dos envolvidos no assassinato de Décio Sá.
O juiz José Costa já é o quarto magistrado a conduzir o caso. O curioso é que o juiz Márcio Brandão, conhecedor do processo como poucos, negou por duas vezes Habeas Corpus a Fábio “Bochecha”.
De acordo com as investigações, “Bochecha” é acusado de ter apresentado o executor confesso do jornalista, Jhonatan de Sousa Silva, para Júnior Bolinha e ter conseguido uma casa para abrigar o assassino.
Nos depoimentos “Bochecha” negou qualquer participação na trama da execução do jornalista Décio Sá.
Três questionamentos são indispensáveis nesse momento: quem será o próximo a ser agraciado com um Habeas Corpus? Qual o motivo de tantas substituições de juízes no Caso Décio Sá? E qual o motivo da demora para o julgamento dos acusados de envolvimento na execução do jornalista?
Com a palavra a Justiça do Maranhão.