terça-feira, 18 de junho de 2013

Radicalismos à parte, as manifestações pelo Brasil serve para as autoridades pararem, refletirem e procurarem respeitar a população.

Vou dizer aqui o que poucos tem coragem de dizer.

Vi cenas de extremo radicalismo da PM e de manifestantes nos protestos. 

As agressões gratuitas da PM refletem o que pensa as autoridades exploradoras da população, pois a polícia está mais a serviço delas do que das classes pobres, menos favorecidas.

As agressões de alguns e pouco manifestantes refletem a indignação da população para com o estado de corrupção e bandalheira administrativa em que se encontra esse país.

A grande imprensa, como a Globo, que é o instrumento de defesa dos ricos da sociedade, distorce os fatos e procura dar uma conotação mais negativa para as manifestações da pobre população.

Há décadas a população brasileira está só assistindo as bandalheiras praticadas no judiciário, no legislativo e no executivo. A riqueza e os recursos da sociedade que deveriam ser aplicados em seu benefício são desviados na cara dos brasileiros.

Os exploradores do povo investem e confiam na PM como instrumento de repressão. Força policial nenhuma tem a capacidade de enfrentar uma população enfurecida.

Essas manifestações é apenas um aviso. O Governo brasileiro está tratando a população com desrespeito, fazendo o que quer e como quer. Sem planejamento e com corrupção, encarecem o custo de vida e exploram a população sem dó.

É hora do Governo baixar a crista e tratar a população com respeito. Não é um protesto por causa do aumento de 20 centavos nas passagens de ônibus, é muito mais do que isto.


A maior revolta dos brasileiros é para com os políticos, que ao invés de fiscalizar o executivo, com ele se aliam e entram de cabeça na lama da corrupção.

A tentativa de invasão da Assembléia Legislativo é um exemplo do que estou dizendo. A multidão que lá estava assistindo, estava torcendo para isto.