TAMBÉM ESTAMOS NA NOVA REDE SOCIAL PARLER - VISITE-NOS

Acessos

domingo, 26 de abril de 2020

Sergio Moro e a síndrome de Aitofel - o traidor de Davi


O TRAIDOR DE DAVI TINHA UMA BIOGRAFIA A PRESERVAR -  PREFERIU FICAR DO LADO DOS GOLPISTAS - DEPOIS FOI DESCARTADO.

O texto abaixo é do Dr. Aldery Nelson Rocha

Aitofel é até hoje considerado o maior Conselheiro da História de Israel.

Homem ilibado, sem mancha. Respeitado em todos os seus conselhos. Nunca, jamais algum de seus conselhos caiu por terra. Davi sabia disso e o temia.

Um dia, Davi estava em apuros pois o seu próprio filho se levantou contra ele e armou uma rebelião. Percebeu que Aitofel andava em silêncio e já não era como antes. Davi sabia que não há segurança contra a deslealdade e que o maior inimigo é o encoberto.

Mas o problema não era somente esse, fora a poeira de Simei, a inveja de Ziba, as traições vindas de dentro e fora do Palácio, não!. O problema consistia em que a pessoa de maior confiança, o Conselheiro de Guerra, o homem dos oráculos pelos quais Deus mesmo falava tinha passado para o lado de Absalão.

E isso alvoroçou o povo, pois o Mito da moral e da Justiça era Aitofel. O que fazer quando o nosso principal aliado em quem temos completa confiança, a quem demos carta branca assinada já não está mais do nosso lado?

Davi sabia que Aitofel era homem sincero, simples, humilde e sábio, mas estava sendo avassalado com grandes promessas que vinham do seu maior inimigo, o seu Filho Absalão, auto proclamado rei. Levantar calúnias?

O sacerdócio tradicional estava com ele. Desmerecer o homem? Todos sabiam que Aitofel era um grande homem, responsável pela justiça e segurança do Reino, que tinha diminuído a insegurança do Reino. Tinha aconselhado e ajudado o Rei em grandes eventos que aumentaram a glória do reino. O que fazer?

Manchar a sua imagem? Destruir a sua biografia? Não! Isso não se faz com os Aitofeis. Eles merecem nosso respeito. O que fazer então?

A resposta está na Bíblia: Davi orou. Davi orou a Deus e disse: "Senhor, transtorna o conselho de Aitofel." Em outras palavras, "Agora ele vai trabalhar com Absalão. Vendo do lado dos filisteus, como é duro saber que temos um Golias invencível, poderoso, ilibado, mas do lado errado.

Davi sabia que se atuasse de forma correta no partido contrário ou com o propósito errado, Absalão seria o próximo rei..., "mas, Deus, e as tuas promessas?, como fica o povo que confia em mim, e os teus planos para nossa Nação?"

Naquela mesma noite Deus atendeu ao Rei e o conselho de Aitofel foi transtornado e rejeitado por Absalão. Mr. Presidente, não brigue com o nosso amado irmão Moro; somente ore. Deus lhe ouvirá. Nunca se esqueça, Mr. Bolsonaro, que vingar-se de uma deslealdade lançando fechas no desleal pode ser mais prejudicial, porém quando o desleal engana encontra na sua deslealdade a própria ignomínia.

Já dizia o meu mestre Pe. Antonio Vieira "Onde se desigualou o poder, pode-o suprir a arte; o que errou a mesma arte, pode-o emendar a fortuna; mas o que se intentou sem conselho, ainda que lhe favoreça o acaso, nunca será considerado uma vitória".

Beijo ao Brasil. Dr. Aldery Nelson Rocha
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem vindo
Opine, comente, debata ...