Acessos

quinta-feira, 19 de março de 2020

A China comunista que ameaçou o médico que queria avisar sobre o Corona Vírus e depois foi morto não quer que ninguém comente o assunto



A morte do médico chinês que tentou alertar sobre o surto de coronavírus provocou uma onda sem precedentes de revolta e indignação popular na China.

Li Wenliang morreu após contrair o novo vírus enquanto atendia pacientes na cidade de Wuhan, epicentro do surto da doença.

Em dezembro do ano passado, ele enviou uma mensagem aos colegas médicos alertando sobre um vírus com sintomas semelhantes ao da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars, na sigla em inglês) — outro coronavírus mortal.

Mas foi orientado pela polícia a "parar de fazer comentários falsos" e foi investigado por "espalhar boatos".

A princípio, a notícia da morte dele foi recebida com pesar na rede social chinesa Weibo, mas o sentimento de luto logo se transformou em revolta.
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem vindo
Opine, comente, debata ...