Acessos

sábado, 28 de dezembro de 2019

Os três crimes praticados pelos integrantes do grupo Porta dos Fundos

Em atos de disseminação de ódio à Fé Cristã, os integrantes do grupo Porta dos Fundos comete crimes a gosto no Brasil de cristãos frouxos.

Pelo menos três crimes são praticados pelo grupo contra 181 milhões de cristãos brasileiros (evangélicos e católicos), pois segundo o IBGE 86,3% dos brasileiros são cristãos.

No País de 181 milhões de cristãos frouxos, uma meia duzia de desajustados cometem três crimes nas suas latas (nas suas caras) e nenhuma reação a altura acontece.

- Crime por escarnecer de Jesus, objeto da fé cristã;
- Crime por vilipendiar Jesus, objeto do culto dos cristãos;
- Crime por perturbar o culto cristão por ataque a Jesus.

Esses crimes constam do Código Penal.

Os integrante do Porta dos Fundos agiram com dolo específico, em concurso material, com atos de deboche contra os cristãos, em público, por nítido ódio à Fé Cristã, objetivando desrespeitar o culto ou a função religiosa alheia, vilipendiando e ultrajando o objeto de culto dos cristãos centrado na figura de Jesus de Nazaré.

Segundo Heleno Fragoso, "estes crimes violam diretamente interesses coletivos, motivo pelo qual sujeito passivo deles é, primariamente, o corpo social", no caso a coletividade dos cristãos brasileiros e estrangeiros. 

O ultraje do Porta dos Fundos com o sentido de escarnecer (troçar, zombar, motejar) dos cristãos, por motivo de ódio dessa fé, tem-se que esse achincalhe ou zombaria foi motivado pelo fato da crença religiosa

A ação do Porta dos Fundos perturbar, altera e atrapalha cultos ou prática religiosa de interesse ético-social do sentimento religioso, uma vez que a paz de culto dos cristãos são abaladas.

O Porta dos Fundos ao Vilipendiar Jesus, o considera como vil, desprezível e ultraja injuriosamente. Isso é mais que ofender. Porém eles vão colher o que plantou ... isso vai.....
Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem vindo
Opine, comente, debata ...