Acessos

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

O PODEROSO DO BRASIL: Aliado de Lula e do PT quer informações sigilosas de 600 mil pessoas. Se vazar advinha quem vai receber as informações?

O poderoso Dias Toffoli, que tem apoio do PT e de Lula
https://globoplay.globo.com/v/8088974/
O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, deu ordem para que o Banco Central lhe envie os relatórios de inteligência financeira produzidos nos últimos três anos pelo antigo Coaf, atual UIF (Unidade de Inteligência Financeira, subordinada ao BC).

Desconfiado com a intenção do aliado do PT, o procurador-geral da República, Augusto Aras pediu a revogação de tal pedido do ministro porque com certeza desconfia que esses dados pode ser vazados. 

O Ministro agiu com desaforo e com ar de quem está com rei na barriga (arrogante).

O poderoso Dias Toffoli, que tem apoio do PT e de Lula, desde do tempo que o PT começou a roubar a Nação, respondeu ao procurador-geral com mais pedidos de informações. Ele também quer:

  • As instituições cadastradas para receber os relatórios;
  • Os agentes cadastrados;
  • Quantos relatórios foram disponibilizados de ofício (por iniciativa da UIF);
  • Quantos foram disponibilizados por agentes cadastrados e respectivas instituições, de ofício, por iniciativa da UIF;
  • Quantos foram solicitados por instituições;
  • Quais são os agentes que solicitaram;
  • e as respectivas instituições e quantidades.

O poderoso Dias Toffoli também quer que o procurador-geral forneça informações sobre quantos e quais membros do MPF (com os respectivos cargos e funções) são cadastrados no sistema da UIF;
quantos relatórios foram recebidos pelo MPF mediante relatório espontâneo encaminhado pela UIF de ofício;e quantos relatórios o MPF recebeu em razão de sua própria solicitação.


Com a decisão o poderoso Dias Toffoli pode ter acesso aos dados sigilosos de 600 mil pessoas e empresas (412.484 pessoas físicas e 186.173 pessoas jurídicas). 

Se for vazado advinha quem serão os primeiros a terem acesso?

Percebem que o poderoso Dias Toffoli não solicitou nada do período dos governos do PT?