Acessos

terça-feira, 26 de novembro de 2019

A educação diabólica

"O objetivo da educação marxista: formar consciências comunistas".

Difundir uma determinada concepção do mundo, uma determinada moral e certas normas de convivência humana, forjar determinados traços do caráter e da vontade, criar certos hábitos e certos gostos, é o foco da educação comunista.

Para os comunistas o professor ideologicamente doutrinado é a principal peça para suas estratégias. Esse zumbi educador tem a missão de induzir uma consciência socialista em seus alunos". É o que eles chamam de "Consciência Comunista"

Para evitar intromissões outras, a escola e o ensino devem ser controlados para evitar outras concepções que eles dominam de "concepções burguesas".

A dialética de Marx, milimetricamente observada pelos comunistas consiste em fazer uma transformação total no homem por meio da educação comunista para que seja um zumbi socialista. 

Outra estratégia comunista é simular a preocupação com o proletariado. Na verdade não estão nem aí para os que eles chamam de companheiros ou camaradas. Apenas usam como zumbis como força política para conquistarem espaços públicos para em seguida rapinarem recursos do povo. E quanto mais proletários existirem maior será sua força como classe revolucionária e mais próximo e possível estará o socialismo almejado.

Essas estratégias proporcionaram ao comunistas apenas sucessos momentâneos, além de muita morte e miséria. Basta consultar os compêndios da história.

Mas, " ... o diabo anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar" (1 Pedro 5:8 - Bíblia Sagrada).

Até que nos idos dos anos 70 os comunistas põem em execução uma nova estratégia chamada de "Hegemonia cultural", idealizada por Antonio Gramsci (Filosofo marxista italiano). Ele propôs uma sutiliza para os comunistas ampliarem suas massas de zumbis: destruir os valores de famílias, os valores religiosos e deturpar o sentidos e aspectos da cultura. É o que o chamam de "REVOLUÇÃO CULTURAL". É o que está posto na cabeça de cada zumbi comunista que vagueia nas comunidades, nas universidades, nas escolas, nas igrejas, nos sindicatos, nas manifestações culturais, em todos os espaços para contaminar a outros.

Quando não estão em missão, a maioria desses zumbis se refugiam nas drogas, nos vícios a que foram induzidos para os propósitos comunistas.

Antonio Gramsci foi claro na sua doutrina: "É impossível que uma luta política possa culminar em verdadeiros resultados se não vem acompanhada de uma revolução, ... se não se modifica a mentalidade das pessoas e, por conseguinte, a superestrutura da sociedade. É necessário que o fato revolucionário apareça não somente como um fenômeno de Poder, e sim, também, como um fenômeno de costume, como um fato moral, o que implica, necessariamente, numa radical transformação das mentalidades"

Daí a importância que os comunistas dão à Escola às universidades  - como processadores das mentes, principalmente de jovens, transformando-os em zumbis comunistas para propósitos de poder e cumprimento de uma ideologia destruidora que é o comunismo.