19 de dez de 2018

BOMBA!!! Eis as provas que ministro agiu de má-fé e sofrerá impeachment no senado federal

Deu a Louca no ministro Marco Aurélio do STF. Mandou pôr em liberdade quase 170 mil bandidos condenados, dentre eles o ex-presidente Lula.

O ministro agiu com nítida má-fé. Diante da Ação do PC do B para tentar soltar Lula, o ministro, em abril de 2018, disse que caberia ao Pleno do STF analisar a liminar pedida pelo PC do B. Confira:

"... mostra-se justificado o exame, pelo Supremo, do pedido de concessão de liminar formulado na inicial desta ação. 3. Observado o disposto no artigo 21 da Lei nº 9.868/1999, libero o processo para inserção na pauta dirigida do Pleno.".

No mesmo despacho o próprio Ministro Marco Aurélio cita que já em outubro de 2016, foram indeferidas da sua relatoria duas ações no mesmo sentido:

"Na Sessão Plenária de 5 de outubro de 2016, foram indeferidas as medidas acauteladoras postuladas nas ações declaratórias de constitucionalidade nº 43 e nº 44, de minha relatoria".

Na terça-feira (18/12/2018) o ministro foi avisado que a ação do PC do B sob sua relatoria estava Incluída no calendário de julgamento pelo Presidente, com data de julgamento marcada para o dia 10/04/2019 - Início da sessão às 09h30.

Nesta quarta-feira (19/12/2018), Marco Aurélio foi avisado nos autos da ação que despachou sobre a publicação do calendário de julgamento da ação de sua relatoria (DJe edição extra n. 273/2018).

Está aí a nítida má-fé do ministro do STF, cuja decisão provocou o início de uma mobilização de brasileiros que sairia das meras críticas e escambaria para medidas extremas por parte da população brasileira.

Os deputados eleitos Filipe Barros (PSL-PR) e Bia Kicis (PRP-DF) e outras dezenas de eleitos vão dar entrada num pedido de impeachment de Marco Aurélio no Senado Federal.

Os deputados afirmam que o que o ministro teria agido de forma “articulada” com o PT para permitir a liberdade do presidiário Lula, pois minutos depois os advogados do ex-presidente preso já apresentavam a soltura do condenado.

A CONCLUSÃO A QUE SE CHEGA É A DE QUE O JUDICIÁRIO ESTÁ SENDO UMA VERGONHA!!!