Acessos

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Indicação de Moro para o MJ frustra a intenção do STF de pautar o governo de Bolsonaro

É evidente a intenção do presidente petista do STF em querer pautar o governo de Bolsonaro sob a desculpa de "proteção da democracia", querendo proteger o nefasto projeto comunista que caminhava para afundar o País na anarquia generalizada e uma população de zumbis alienados por ideologias destruidoras dos valores da famílias e da ordem social.

Sergio Moro como ministro da Justiça será essencial para barrar a sanha corrupta dos comunistas e aliados de organização criminosa. 

Ministros do STF aliados ás ideologias comunistas tem antecipado ameaças a Bolsonaro querendo que o novo presidente reze em sua cartilhas de liberação de assassinato de bebés ainda na barriga de suas mães (aborto). Os ministros Barroso, Edson Fachin, Rosa Weber, Luiz Fux e Marco Aurélio. Esses ministros do STF (1ª Turma) revogaram a prisão preventiva de cinco médicos e funcionários de uma clínica de aborto. Consideram que "a interrupção da gravidez até o terceiro mês de gestação não configura crime" .

Não é só isso, o STF há anos vem pautando assuntos de competência do Executivo e do Legislativo sob a desculpa de está garantindo preceitos constitucionais. O mesmo distorce os textos constitucionais para gerar a baderna que está aí.

Por exemplo, a Constituição Federal reconhece somente "a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar". Mas, o STF deu um jeito de distorcer esse texto claro e direto para permitir homem com homem; mulher com mulher; até suruba (três, quatro, ....) está permitido pelo STF.

Agora a reivindicação dos ideólogos das aberrações sexuais é levar para a o STF o pedido para liberar a pedofilia.

O novo presidente deve respeitar os princípios democráticos e executá-los sem arrodeios, contando com o apoio do povo e solicitando seu apoio contra agentes do estado que queira desconstruir tudo que é base da sociedade brasileira, necessária para sua sobrevivência.

O Parágrafo único, do art. 1º da Constituição Federal diz: "Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição".

Para não ter confusão basta cada um ficar no seu quadrado.