24 de jul de 2018

Porque à impunidade de Hermínio Pereira Gomes Filho?

Por Mauricio Miguel*

Até onde alguém pode ir por ganancia? Quantos crimes um homem pode cometer e ficar impune? Quantos atos contra a sociedade o ex Prefeito e ex Presidente da Câmara Municipal de Serrano – MA, Hermínio Pereira Gomes Filho ainda irá cometer? Quando ele irá pagar por eles? Qual conivência e arranjos políticos ele tem para sair impune das mais horrendas arbitrariedades e crimes? Precisamos dessas respostas! A sociedade maranhense precisa dessas respostas! O povo de Serrano - MA precisa dessas respostas!

O povo de Serrano precisa urgentemente saber como um homem que enquanto presidente da Câmara Municipal de Serrano - MA, no exercício financeiro de 2009, firmou convênio com o Banco da Amazônia S/A, com o objetivo de captar recursos financeiros de forma fraudulenta através de empréstimos consignados a pessoas que não eram servidores da Câmara Municipal, continua livre. 

O povo de Serrano precisa urgentemente compreender como em 19 de Julho de 2010 uma Ação Civil Pública por esse Ato de Improbidade administrativa foi promovida e deferida pelo Ministério Público Estadual requerendo uma medida liminar, determinando o afastamento de Hermínio dos cargos de vereador e Presidente da Câmara Municipal, e também seu afastamento do cargo de Prefeito Municipal que ora exercia, não foi realizada. 

O povo de Serrano precisa urgentemente entender como em 05 de Setembro de 2016 essa a Ação por Ato de Improbidade Administrativa foi julgada procedente caracterizando Hermínio culpado por ter afrontado diretamente os princípios da legalidade, publicidade e moralidade, e aplicando a ele as penalidades de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos pelo período de 4 anos, multa civil no valor correspondente a 10 vezes o valor da remuneração mensal, proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, e não foram cumpridas. 

O povo de Serrano precisa urgentemente desvendar como alguém que em 18 de Dezembro de 2004 foi denunciado por Homicídio Culposo pelo crime de trânsito, em que por volta das 17 hs, na estrada que liga a cidade de Serrano a Bacuri, conduzia um veículo alcoolizado, perdendo o controle e capotando ocasionando a morte de Mariléio de Nazaré Mafra Rodrigues e Gleibson Abreu Cardoso, não foi sequer privado de sua liberdade tendo como sentença apenas a “Prestação de Serviços à Comunidade e de Prestação Pecuniária”.

O povo de Serrano precisa urgentemente saber como em 16 de Janeiro de 2015 uma apreensão realizada na casa de Hermínio encontrou mais de 60 caixas com 200 carteiras de cigarros contrabandeados que seriam comercializados na região do litoral ocidental do Maranhão, avaliados em R$ 200 mil reais e depois ele seguiu a vida como se nada houvesse acontecido.

O povo de Serrano precisa muito entender como ainda assim e diante de tantos crimes comprovados, descobertos e julgados Hermínio Pereira Gomes Filho até a presente data não pagou por nenhum destes, ao menos não como deveria. Mas como compreender a injustiça de parcela considerável da Justiça Brasileira, como explicar as crianças que ele permanece livre para cometer mais crimes. Não, nós não temos que explicar nada disso a nossas crianças, quem tem que explicar são os homens e mulheres de Toga, os homens e mulheres de farda, os homens e mulheres de ternos e blaizers, são aqueles que fiscalizam e/ou fazem as leis e estão envolvidos nos esquemas de corrupção. 

Então tratem de explicar porque a lei agora é ser do crime? Porque à impunidade de Hermínio Pereira Gomes Filho? Porque?

*Maurício Miguel é um cidadão maranhense que luta por mais acoes de cidadania, pelo amor entre as pessoas e respeito a vida.