terça-feira, 1 de maio de 2018

O RESULTADO DA CORRUPÇÃO: Falta trabalho para 26,3 milhões de brasileiros

23,6% dos trabalhadores estão sem emprego. O que comemorar neste dia do trabalhador?

TRABALHADORES DESANIMADOS E ABATIDOS

Pela primeira vez, a Pnad trouxe dados sobre o desalento e no fim de 2017 o contingente de desalentados chegou a 4,3 milhões.

A população desalentada é definida como aquela que está fora da força de trabalho por uma das seguintes razões: não consegue trabalho, ou não tem experiência, ou é muito jovem ou idosa, ou não encontra trabalho na localidade – e que, se tivesse conseguido trabalho, estaria disponível para assumir a vaga. Ela faz parte da força de trabalho potencial.

Do total nacional, 59,7% estão no Nordeste (2,6 milhões de pessoas). Entre as unidades da Federação, os maiores contingentes estão na Bahia (663 mil) e Maranhão (410 mil). A taxa de desalento no 4º trimestre de 2017 ficou em 3,9% da força de trabalho ampliada do Brasil, com Alagoas apresentando a maior taxa entre as unidades da Federação (15,4%).

O Nordeste tinha 59,7% do total de desalentados. Entre as unidades da federação, os maiores contingentes estavam na Bahia (663 mil) e Maranhão (410 mil).