sexta-feira, 25 de maio de 2018

A causa da miséria na Saúde do MA – Gestão passada e os esquemas criminosos da gestão comunista

No passado a causa eram os esquemas dos Sarney.

No presente são os crimes na gestão comunista que arrasam com os recursos destinados à saúde dos maranhenses. Vamos aos fatos e provas. Pois, contra fatos e provas não há argumentos - apenas jus esperniandi (o direito de espernear e de dizer que a culpa é do Sarney ou dos falecidos).


Assim que assumiram o governo do Estado em 2015, a gestão comunista estava tão ávida pelo cofre estadual que fizeram pior do que a gestão dos Sarney.

PASMEM!!

De entrada, a gestão de Flávio Dino na Saúde fez termos de parceria Com institutos herdados da gestão de Ricardo Murad

R$ 135.540.000,00 (TERMO DE PARCERIA Nº 001/2015/ - PROCESSO Nº 48.481/2015-SES).
R$ 56.160.000,00 (TERMO DE PARCERIA Nº 002/2015/SES - PROCESSO Nº 48.481/2015-SES).
R$ 409.440,00 (1º Termo Aditivo - Processo nº 197.378/2015/SES).
R$ 12.974.589,55 (1º Termo Aditivo - Processo nº 117.903/2015/SES).
R$ 6.314.642,29 (1º Termo Aditivo - Processo nº 120.491/2015/SES).
R$ 88.443,13 (3º Termo Aditivo - Processo nº 127.305/2015/SES).
R$ 62.497,25 (3º Termo Aditivo - Processo nº 87.458/2015/HEM).
R$ 88.443,13 (2º Termo Aditivo - Processo nº 219.938/2014/SES).
R$ 6.742.924,00 (1º Termo Aditivo - Processo nº 10.2760/2015/SES).
R$ 821.609,65 (5º Termo Aditivo - Processo nº 118.097/2015/SES)

Total que a gestão de Flávio Dino aditivou da gestão de Roseana Sarney: R$ 27.502.589,00.

Ora! se os comunistas xingavam Roseana e Ricardo Murad pelo caos na saúde, como eles foram além das práticas dos Sarney? - No caso não passam de hipócritas da pior espécie. 

NÃO PARARAM POR AÍ - MAIS R$ 113.918.700,00 NUM ESQUEMA CRIMINOSO

Em Relatório da PF consta uma interceptação telefônica de 18/03/2015 entre um funcionário da Secretaria de Saúde do governo Flávio Dino e um dos donos do Instituto Cidadania e Natureza (ICN), médico Inácio Guará – falecido posteriormente.

A PF diz: “na conversa [o funcionário do Governo Dino] pede para que seja realizada a contratação de Clenildo Bezerra, em Coroatá e de Tatiana como coordenadora de enfermagem”.



Clenildo era o vice-presidente do PC do B da cidade de Coroatá, partido do governador Flávio Dino.

“Verifica-se que antes mesmo de sair o edital de licitação o investigado já tinha dados sigilosos sobre do processo de licitação, inclusive que seria dividida em grupos e já sabiam quais hospitais iriam administrar, tais como Hospital Geral. O resultado da licitação da SES MA foi divulgado no dia 14/04/2015 e a ICN foi vencedora de dois contratos orçados em R$ 98.700,00 e R$ 113.820.000,00 respectivamente”, diz o relatório da Polícia Federal.

Como são gulosos.

Na próxima os esquemas milionários das obras.