17 de jun de 2014

O CRIME VENCEU: Joaquim Barbosa, após ameaças de morte e pressão de agentes do PT deixa processo do mensalão. O povo brasileiro não pode deixar que eles achincalhe ou até mate esse brasileiro que teve a coragem de dizer não para os crimes de corrupção.

O ministro Joaquim Barbosa decidiu nesta terça-feira (17) se afastar dos dos processos mensalão vinculados à ação penal 470.

"vários advogados'' que atuam nas execuções penais do mensalão deixaram de se valer de argumentos jurídicos e passaram a atuar ''politicamente'', na esfera pública, com insultos pessoais contra o relator, disse Joaquim Barbosa.

''Assim, julgo que a atitude juridicamente mais adequada neste momento é ''afastar-me da relatoria de todas as execuções penais oriundas da AP470", escreveu Barbosa.

Primeiro negro a presidir o STF, Barbosa ganhou fama como o relator que conduziu o julgamento do mensalão, que levou a antiga cúpula do PT, incluindo o ex-ministro José Dirceu, à prisão. O resultado do julgamento tornou Barbosa popular a ponto de receber aplausos na rua e alimentou especulações sobre suas ambições políticas.

O ministro passou a ser alvo de críticas cada vez mais abertas de advogados e de movimentos ligados ao PT e ao governo, principalmente após impedir que os condenados do mensalão em regime semiaberto tivessem direito ao trabalho externo entre eles, o petista Dirceu. Fonte: Folha de São Paulo.

Está deixando O STF e precisa da proteção do seu povo, pois os que mandam no Brasil desejam-lhes o mau.


Sérvolo de Oliveira e Silva
"Joaquim Barbosa deve ser morto. Ponto Final. Estou ameaçando a um monstro que é uma ameaça ao meu país. Barbosa é um monstro e como monstro deve ser tratado", continuou Sérvolo. Procurada ontem pela reportagem, a direção nacional do PT disse que não iria se manifestar sobre o tema. Sérvolo não foi localizado pela reportagem.

“Contra Joaquim Barbosa toda violência é permitida, porque não se trata de um ser humano, mas de um monstro e de uma aberração moral das mais pavorosas (...). Joaquim Barbosa deve ser morto”. Temendo pela integridade do presidente da mais alta corte do país, a direção do STF acionou a Polícia Federal para que apurasse a origem das ameaças. Dividida em dois inquéritos, a averiguação está em curso na polícia, mas os resultados já colhidos pelos investigadores começam a revelar o que parecia evidente.


Joaquim Barbosa deixa o STF e provavelmente deixará o país para não ser morto por qualquer dos petistas que o odeia. Porque ficar no país comandado pelo partido que quer sua morte? É muito perigoso.

CLIQUE NO LINK ABAIXO E VEJA MAIS....