2 de jun de 2014

AO EXTREMO: Rodoviários não se submetem às injustiças do TRT-MA e mantem paralisação de 100% dos ônibus, preferem às algemas do que se submetem a um julgamento que favorece aos empresários.