19 de abr de 2014

BLOGS DA OLIGARQUIA QUE CUIDAM DE IMPLANTAR MENTIRAS PARA CONFUNDIR A POPULAÇÃO SÃO PEGOS EM FLAGRANTE COMETENDO CRIME ELEITORAL. NADA LHES ACONTECERÁ.

humberto 450x242 Depois de repercussão negativa, blogueiros da oligarquia apagam pesquisa fraudulenta
Após ter sido descoberto o crime todos os blogs trataram de apagar
a fraude, inclusive Claúdio Humberto.
Após infringir a legislação eleitoral com a divulgação de uma pesquisa fajuta, sem qualquer registro nos tribunais eleitorais, o jornalista Zeca Soares apagou a postagem com os números que mostravam o pré-candidato apoiado pelo grupo Sarney, Edson Lobão Filho (PMDB), colado em Flávio Dino (PCdoB) na disputa pelo governo do Estado.
O radialista e blogueiro do Sistema Mirante, Jorge Aragão, também reproduziu o levantamento fraudulento, mas apagou depois do alerta de leitores.
Ainda assim, deve ser multado em mais de R$ 50 mil por ter veiculado uma pesquisa eleitoral sem as informações obrigatórias, como margem de erro, data de realização e o número de pessoas entrevistadas.
Em nota, a direção estadual do PCdoB condenou a divulgação da pesquisa com a intenção de confundir a opinião do eleitorado e pressionar a classe política.
“Recorrer a divulgação de falsas pesquisas é expediente que afronta a sociedade e agride a seriedade que se quer dos políticos num pleito tão importante como é o que escolherá o governador do Maranhão”.
DESCOBERTA A FRAUDE, A POSTAGEM DE CLAUDIO
HUMBERTO FOI APAGADA DA SUA COLUNA.
Nas redes sociais, a repercussão negativa dos números foi imediata. Internautas questionavam como Edinho, que nunca teve um voto na vida e é desconhecido da maioria da população maranhense, alcançou números tão expressivos em apenas duas semanas, superando Luís Fernando Silva e até o próprio pai, o ministro de Minas e Energia Edison Lobão, que no melhor dos cenários não chegou a 20% de intenção de votos contra o candidato da oposição.
De acordo com uma fonte miranteana, a traquinagem de Zeca Soares chegou à direção de jornalismo da Rede Globo, que pediu a cabeça dele para o interventor da emissora no Maranhão, Roberto Prado.
Zeca Soares é diretor do portal G1 Maranhão e cometeu outros equívocos que comprometeram a credibilidade do site, como na época em que divulgou uma lista falsa com nomes de prefeitos supostamente envolvidos com o esquema de agiotagem no Maranhão.
Fonte: Blog Marrapá.