Acessos

terça-feira, 23 de julho de 2013

Produtores de feijão do MA estocam a safra esperando preços melhores.

Do G1
Os agricultores maranhenses estão colhendo este ano 70 mil toneladas de feijão, sendo 30 mil na primeira safra e 40 mil toneladas na safrinha. A alta é de 48% em relação ao ano passado.
Ellington Toniazzo já está na fase de estocagem dos grãos. Ele sempre plantou soja no município de São Domingos do Azeitão, sul do estado, e agora decidiu diversificar as lavouras. Semeou 130 hectares e está encerrando a colheita com rendimento acima de 28 sacas por hectare. "O Maranhão hoje está produzindo praticamente o que o Sul produz, feijão, arroz, milho, sorgo, milheto, e isso além de valorizar a região, representa um dinheiro a mais que entra.
Os primeiros experimentos com feijão no cerrado maranhense começaram há três anos. De lá para cá, as lavouras avançaram pelas Chapadas e já ocupam 90 mil hectares.
Darcy Rigo, que é produtor de soja em Riachão, também plantou 20 hectares de feijão caupi, uma das variedades mais consumidas no Nordeste, e está estocando a safra em busca de preços melhores. “Não compensa vender, né? Vamos guardar um pouquinho para esperar um preço melhor", diz.
No começo da colheita, quando havia menos oferta de feijão, a saca de 60 quilos era vendida por R$ 130.