Acessos

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Deputada usa dinheiro do Povo Para Pagar "Motel".


Fachada de um dos "Hotéis 1001 Noites".
 Só em Taguatinga são três.
A situação da deputada federal do PMDB (GO) se complica cada vez mais à medida que as informações sobre gastos dos parlamentares vão ficando disponíveis no site da Câmara Federal. 

Depois da Câmara bancar para a Deputada Iris Araújo, via reembolso, despesas com hospedagens em um hotel de luxo na cidade turística de Búzios no Rio de Janeiro e ainda por cima no mês de Janeiro, portanto, durante o recesso parlamentar. Depois de pagar até sorvetes com dinheiro público no bairro do Leblon no Rio de janeiro, despesas essas todas comprovadas pela Câmara Federal, a deputada goiana se vê agora em uma situação extremamente constrangedora.

O portal transparência da Câmara dos Deputados mostra uma despesa que o gabinete da deputada Iris Araújo teve agora no mês de junho de 2013 em um estabelecimento no mínimo muito estranho. A despesa se deu em um hotel da cidade satélite Taguatinga-DF por nome de "Hotel 1001 Noites"

Até aí tudo correto. O problema é que os deputados federais tem aposentos oficiais em Brasília, não havendo a necessidade de pagar hospedagem.
Portal da Câmara Federal apresenta despesa do Gabinete da Deputada Iris Araújo (PMDB-GO) no Hotel 1001 Noites de Taguatinga.

A questão fica mais esquisita ainda ao se observar o valor da despesa: R$ 70,00. E depois ao se verificar o estabelecimento é que a coisa parece se complicar ainda mais. O "Hotel 1001 Noites" é uma espécie de rede de pequenos hotéis de grande rotatividade nas imediações de Brasília.

 Na verdade são estabelecimentos que funcionam como motéis de grande rotatividade e baixo custo. Como consta no CNPJ da nota fiscal que o gabinete de Dona Iris apresentou para receber o dinheiro da Câmara Federal, o "Hotel 1001 Noites" tem esse nome como fantasia e a razão social é Hotel Rio Verde.

CNPJ do Hotel 1001 Noites constante na Nota Fiscal que foi apresentada como despesa do gabinete da Deputada Dona Iris Araújo.
O blog ligou para vários "hotéis" da rede 1001 noites na região e constatou que todos funcionam com a mesma característica. As fachadas do estabelecimento não deixam a menor dúvida do que se trata tais estabelecimentos. 

No "Hotel 1001 Noites" que emitiu a nota fiscal para o gabinete de Dona Iris cobra R$ 20,00 por um período de duas horas e R$ 30,00 por um período de três. O blog ligou para o número do hotel (61-3561-1179 e 61-3562-9751) e o recepcionista informou a tarifa mencionada.

 Que hotel que funciona como verdadeiramente como hotel cobra por períodos de duas horas, três horas?

Fachada de um dos vários "Hotéis 1001 Noites" na região do entorno do DF.


Esta faixada do "Hotel 1001 Noites" deixa muito claro 
como é o funcionamento da casa.
As perguntas que ainda precisam serem feitas são as seguinte: Dona Iris se hospedaria em "hotéis" dessa categoria? Digamos que tenha hospedado. Para quê? E ainda tem mais. Por que um parlamentar da Câmara dos Deputados precisa de uma hospedagem no local como esse tão próximo a Brasília? Se tivesse uma necessidade urgente de uma hospedagem assim, por que em Taguatinga e não em Brasília? 

Quem foi que hospedou no "Hotel 1001 Noites"? Qual é a explicação para pagar uma despesa dessas com o dinheiro do povo?

Postado por