terça-feira, 23 de outubro de 2012

MEDO DE DERROTA EM 2014 LEVA GRUPO SARNEY A IMVESTIR PESADO NA REELEIÇÃO DE CASTELO. ATÉ PMS QUE APOIAM EDIVALDO HOLANDA JUNIOR ESTÃO SENDO PRESOS POR DECLARAR APOIO AO CANDIDATO.


O blog apurou que os militares que apoiam e até dão segurança na campanha de Castelo estão soltos e prontos para agir e exercerem a cidadania no dia 28 de outubro.

Por que os que apoiam Edivaldo Holanda Junior não tem o mesmo direito?

Veja a NOTA que os PMS emitiram:

Nota de esclarecimento

Nos dirigimos ao povo de São Luís, à família militar e lideranças civis para prestar os seguintes esclarecimentos e alertar a sociedade para a gravidade do momento, em face da baixaria eleitoral.

1. De livre e espontânea vontade, organizamos um comitê de apoio ao candidato Edivaldo Holanda Júnior. Nossa iniciativa legítima enquanto cidadãos de São Luís foi tomada livremente e, depois, comunicada ao comitê do candidato. Agimos dentro da lei, enquanto cidadãos que têm o direito de se manifestar politicamente fora do horário de trabalho;

2. Promovemos uma reunião política fora do horário de trabalho em que vários colegas da família militar, lideranças civis e lideranças comunitárias discursaram colocando suas opiniões e declarando apoio ao candidato. Nenhum desses discursos fez referência a organização de milícia ou a prática de qualquer ato ilegal;

3. Temos o direito de nos manifestar politicamente, respeitando a lei. O vídeo divulgado apresenta trechos de forma descontextualizada para distorcer a real intenção da reunião e dos discursos feitos. Utilizamos expressões próprias ao nosso dia a dia e nos referimos a missão secreta que é o singelo trabalho de apoio ao candidato, visitando as famílias de nossos colegas para pedir votos fora do nosso expediente;

4. É um absurdo inaceitável querer caracterizar esta iniciativa como destinada a organizar uma milícia de apoio a qualquer candidato. Lembrando que os Policiais Militares, Civis e Bombeiros são cidadãos com direitos políticos garantidos pela Constituição Federal;

5. Aproveitamos para denunciar que está havendo uma ação terrorista para interferir no resultado da eleição. A denúncia inverídica e deturpada contra a nossa iniciativa, organizada livremente e de forma espontânea, é mais um capítulo nessa onda de espalhar o terror, caluniar, mentir e, dessa forma, tentar sufocar aquilo que é a maior vontade de nosso povo hoje, ou seja, a mudança.

6. A denúncia caluniosa agride violentamente toda a família militar, por envolver de forma caluniosa as suas lideranças na tentativa de criminalizar uma iniciativa popular e legítima da categoria, que quer ter seu direito a voto garantido.
São Luís, 22 de outubro de 2012
Márcio Leal
Jean Marry

Agora digo eu, nenhum tirano se rende a processos democráticos, primeiro usa o poder econômico, em seguida parte tenta alienar pelo engano. Nenhuma oligarquia deixa o poder pacificamente. O povo do Maranhão deve usar sua arma mais poderosa: O VOTO e banir os invasores do erário público.

Policiais e Bombeiros divulgaram nota reiterando apoio à candidatura de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), da Coligação Muda São Luís. Eles não aceitam ser tratados como integrantes de uma  milícia inventada por partidários de Castelo, pois são cidadãos de bem a serviço da sociedade maranhense.
   
"Repudiamos a tentativa de denegrir a imagem das corporações da Polícia Militar e Bombeiros Militares, ligando militares a um conceito de violência", diz a nota.

Confira o teor da Nota: