TODO PODER EMANA DO POVO

Acessos

terça-feira, 7 de abril de 2015

O ORÇAMENTO E A EXECUÇÃO DAS UNIDADES GESTORAS DO GOVERNO FLÁVIO DINO. CLIQUE NA UNIDADE E VEJA ONDE FOI O GASTO.

Unidade Gestora
Orçamento
Execução
Lei
Lei + Crédito
Empenhado
Liquidado
Pago
OUTROS PODERES
1.907.443.914,00
1.917.102.131,00
142.903.217,33
67.526.329,41
52.524.115,71
54.475.963,00
54.475.963,00
5.755.377,67
4.136.134,29
1.889.822,10
54.014.420,00
24.569.420,00
140.306,83
132.735,55
126.338,55
29.125.765,00
0
0
0
0
0
29.097.965,00
2.388.541,19
1.413.493,25
1.233.725,07
760.501,00
760.501,00
0
0
0
53.260.006,00
53.260.006,00
7.717.787,17
2.154.393,26
96.494,69
120.000,00
120.000,00
0
0
0
120.000,00
120.000,00
0
0
0
3.491.742,00
3.491.742,00
152.860,97
152.859,47
0
787.002.375,00
781.002.375,00
17.821.479,05
9.137.065,40
6.986.023,72
12.554.195,00
0
0
0
0
99.979.816,00
99.979.816,00
7.154.592,40
7.154.589,40
627.282,33
1.366.102,00
0
0
0
0
384.000,00
384.000,00
0
0
0
256.000,00
256.000,00
497,01
0
0
229.000,00
229.000,00
0
0
0
445.000,00
445.000,00
0
0
0
335.000,00
335.000,00
27.915,11
27.915,11
27.915,11
420.000,00
420.000,00
27.001,61
26.686,95
26.686,95
410.000,00
410.000,00
0
0
0
420.000,00
420.000,00
0
0
0
395.000,00
395.000,00
0
0
0
247.000,00
247.000,00
0
0
0
280.000,00
280.000,00
0
0
0
103.740.706,00
94.740.706,00
6.484.573,24
2.531.029,28
2.511.214,06
66.287.491,00
66.287.491,00
4.334.194,08
4.314.181,30
126.011,49
128.258.127,00
128.258.127,00
0
0
0
147.351.352,00
137.693.135,00
4.921.628,81
3.366.611,26
208,24
2.674.878.964,00
2.674.878.964,00
486.415.329,05
402.360.497,16
365.129.880,24
675.000,00
675.000,00
0
0
0
1.737.066.591,00
1.736.612.511,00
207.830.937,45
139.439.432,33
125.876.181,29
33.666.466,00
33.666.466,00
3.929.571,34
3.797.314,29
709.674,67
0
3.059.118,00
0
0
0
3.059.118,00
0
0
0
0
7.343.088,00
7.343.088,00
784.004,09
784.004,09
299.145,22
48.981.864,00
49.371.864,00
3.224.043,48
2.843.149,08
265.871,98
116.666.090,00
116.666.090,00
9.102.558,14
6.526.483,66
6.519.430,79
8.000.000,00
8.000.000,00
339.905,92
46.591,87
46.591,87
100.000,00
100.000,00
0
0
0
3.500.000,00
3.500.000,00
0
0
0
4.000.000,00
4.000.000,00
0
0
0
54.780.000,00
0
0
0
0
0
54.780.000,00
0
0
0
10.000.000,00
10.000.000,00
0
0
0
50.000.000,00
50.000.000,00
0
0
0
1.758.330.932,00
1.758.330.932,00
197.633.191,62
197.633.191,62
66.413.431,68
80.000,00
80.000,00
0
0
0
28.000.000,00
28.000.000,00
0
0
0
600.000,00
600.000,00
0
0
0
30.000,00
30.000,00
0
0
0
680.000,00
680.000,00
0
0
0
11.500.000,00
7.838.000,00
0
0
0
500.000,00
500.000,00
20.169,16
20.169,16
20.169,16
12.746.696,00
12.746.696,00
1.304.500,74
813.344,80
749.378,17
0
9.695.084,00
1.122.639,01
1.122.639,01
0
9.695.084,00
0
0
0
0
147.366.346,00
147.366.346,00
982.589,79
982.589,19
979.972,31
2.921.899,00
2.921.899,00
317.969,03
313.717,93
115.126,91
6.504.579,00
6.504.579,00
878.326,31
811.619,69
573.323,92
283.000,00
283.000,00
0
0
0
250.000,00
250.000,00
0
0
0
4.104.936,00
4.104.936,00
602.717,00
531.739,00
496.468,00
531.550.499,00
531.550.499,00
37.070.506,15
35.949.430,33
572.550,68
280.000,00
280.000,00
0
0
0
46.128.319,00
46.128.319,00
2.648.871,61
2.104.218,70
27.417,05
450.000,00
450.000,00
0
0
0
250.000,00
250.000,00
0
0
0
321.000,00
321.000,00
0
0
0
475.000,00
475.000,00
0
0
0
250.000,00
250.000,00
0
0
0
300.000,00
300.000,00
0
0
0
87.414.509,00
86.814.509,00
0
0
0
3.046.580,00
3.046.580,00
148.271,58
148.271,28
0
85.776.467,00
85.776.467,00
635.529,15
616.429,15
300.132,51
0
13.920.297,00
936.823,24
936.822,24
0
134.326.807,00
133.326.807,00
4.467.160,14
4.449.958,39
113.334,58
6.084.215,00
6.084.215,00
463.181,88
418.465,64
10.086,00
349.365.114,00
349.365.114,00
4.457.985,17
2.318.351,86
215.846,95
15.034.310,00
15.034.310,00
0
0
0
13.789.010,00
13.789.010,00
478.919,58
478.918,58
0
2.963.204,00
2.963.204,00
105.038,61
105.038,41
924
32.744.911,00
33.344.911,00
1.124.692,01
1.095.532,01
0
31.268.744,00
31.268.744,00
692.098,93
482.097,93
218.960,00
0
14.679.448,00
18.169,26
0
0
49.225.034,00
58.225.034,00
1.666.236,85
800.678,48
183.996,48
86.883.075,00
86.493.075,00
19.928.939,74
14.182.378,16
12.051.042,12
1.823.250.032,00
1.823.138.732,00
140.153.967,59
140.133.671,09
47.951.981,83
218.062.955,00
218.062.955,00
18.608.632,80
17.790.566,80
1.372.815,75
45.683.701,00
45.683.701,00
5.289.316,38
4.520.920,93
44.749,13
1.325.015.485,00
1.325.015.485,00
16.060.699,85
3.911.739,88
1.594.878,05
3.785.987,00
3.785.987,00
178.845,77
113.132,87
1.590,00
2.790.523,00
2.790.523,00
0
0
0
300.453.898,00
300.453.898,00
46.727.853,00
35.163.936,13
209.350,97
1.537.023,00
1.537.023,00
14.188,00
14.188,00
14.188,00
24.225.917,00
24.225.917,00
615.207,01
615.207,01
0
5.837.796,00
5.837.796,00
71.688,17
71.672,66
0
113.503.163,00
102.485.715,00
644.642,58
638.142,08
6.192,00
680.000,00
680.000,00
0
0
0
237.000,00
237.000,00
0
0
0
460.000,00
460.000,00
0
0
0
440.000,00
440.000,00
0
0
0
267.000,00
267.000,00
0
0
0
1.345.000,00
1.345.000,00
0
0
0
250.000,00
250.000,00
29.994,75
29.994,75
29.994,75
330.137.876,00
330.137.876,00
23.753.166,87
14.871.947,34
12.245.893,35
20.000.000,00
20.000.000,00
664.750,00
39.523,00
39.523,00

segunda-feira, 6 de abril de 2015

QUANTO ARRECADA? QUANTO GASTA? QUEM RECEBE? FLÁVIO DINO ABRE OS COFRES DO ESTADO PARA A POPULAÇÃO VER.

http://www.transparencia.ma.gov.br/
A Secretaria de Estado de Transparência e Controle – STC, criada em janeiro de 2015, pelo Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino, tornou-se o órgão central do Sistema de Controle Interno. 

Essa Secretaria, comandada pelo competente Rodrigo Lago, assistirá ao Governador do Estado nas providências referentes à defesa do patrimônio público, ao controle interno, à auditoria pública, à correição, à prevenção e ao combate à corrupção, às atividades de ouvidoria e ao incremento da transparência da gestão no âmbito da administração pública direta ou indireta. Acesse o Portal da Transparência e veja as contas do Estado sem manipulação. http://www.transparencia.ma.gov.br/.

O Sistema de Segurança e Prisional do Maranhão continua sem controle.

O Maranhão é o Estado onde o crime continua vitorioso. A PM é sofrível, malha em ferro frio. Tenta passar para a população o que não. Na verdade não consegue reprimir sequer batedores de carteiras em feiras.

Aqui, acolá, prende pequenos marginais na escala do crime, mas é desmoralizada pela justiça, que manda soltá-los por falhas na prisão.

A Polícia Civil do Maranhão é outra que não tem qualquer estrutura de investigação e apuração dos crimes que ocorrem. Isso sem falar da desídia que impera nas delegacias.

A população maranhense é entregue à própria sorte. Execuções à luz do dia passou a ser rotina na região metropolitana.

Não há política de segurança pública para o Maranhão. Há apenas Blá Blá Blá.

sábado, 4 de abril de 2015

EDITORIAL DO JP: Flávio Dino conserta a ratoeira.

O Maranhão, finalmente, passa a viver a aventura da decência e da honestidade nos negócios públicos. Os corruptos tremem, hesitam ou se despedem diante de um governo que assume para si a tarefa de enfrentar o patrimonialismo criminoso e, com essa atitude, embasa uma nova consciência política que reúne transparência e justiça social.

Além de punir a corrupção havida até agora, o governador Flávio Dino não faz segredos de que seu governo não terá qualquer tipo de complacência com quem ousar “meter a mão no jarro”, para usar uma expressão codificada pelo senador Epitácio Cafeteira.

Havia no Maranhão uma verdadeira rede de corrupção armada para atuar nas secretarias, nas estatais, nas prefeituras, na extensão quase total de todos os órgãos públicos. Terceirizações direcionadas, festival de diárias, bonificações ilegais, contratos fraudulentos, filtragens indecentes, licitações dirigidas, superfaturamento, propinas, comissões, agiotagem e a indulgência oficial e institucional com os crimes cometidos contra o patrimônio público, erguendo uma barreira intransponível entre a administração pública e o bem estar da população.

O governo se arma de todos os meios jurídicos e administrativos, se organiza para combater e evitar a corrupção endêmica que no Maranhão foi responsável por um nível de pobreza e miséria que bateu todos os recordes do país. Criou, primeiro, a Secretaria de Transparência e Controle, cuja missão primordial é defender dos ratos emplumados o patrimônio do povo. E anuncia, agora, no âmbito da Secretaria de Segurança Pública, a criação da Superintendência de Combate à Corrupção.

Os ratos emplumados estrebucham, berram, dão pinotes, falam mal do governo porque sentem falta do “queijo” e alguém consertou as ratoeiras danificadas para que agissem sem qualquer temor de punição. O Maranhão passa a viver sob o império da lei; os imperadores sustentados na miséria alheia terão que prestar contas com a polícia e com a Justiça. Há uma multidão contada em milhões lá fora gritando por socorro. É gente sem escola, sem saúde, sem segurança e até sem comida. E o que os ratos emplumados fizeram com essa gente é de doer na alma.

Os atos do governo estão tornando lícito o ato de governar e começam a fazer fluir na população um processo de desalienação da consciência política, para usar uma expressão do professor doutor Olavo Câmara. Os segmentos que veem na política apenas um espaço de poder e construção de fortunas, vão ter que se afastar.

A filosofia política que vingou no Maranhão até o ano passado transformou a corrupção em banalidade essencial para a manutenção do poder. E a consequência disso, todos sabem: opressão, miséria, analfabetismo e alienação. (Editorial do JP)

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Cuidado com o serviço de internet enganoso chamado de SPEEDNET TELECOM.

Cuidado! com o serviço de internet enganoso chamado de SPEEDNET TELECOM. Vendem pacotes de internet. Depois é só dor de cabeça. Não tem suporte 24 horas, nem 7 dias por semana. Pedimos providências à Anatel. Mais duas ações na próxima segunda, uma no PROCON e outra no Ministério Público para suspender esse serviço enganoso, que está lesando muita gente em São Luís. Até um casal de idoso está sendo vítima dessa gente.

Outras vítimas podem contactar com o blog. Chega de espertos fazerem os maranhenses de otários.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Prefeito de Paço do Lumiar busca junto ao FNDE, recursos para implantação de creches convencionais no município.

O prefeito Josemar Sobreiro (PR) participou na ultima segunda-feira (30), em Brasília, de uma reunião com a cúpula do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica – FNDE, onde tratou sobre a implantação creches convencionais no município.

Prefeitura convoca os aprovados para o cargo de agente comunitário

DISPÕE SOBRE A CONVOCAÇÃO PARA O CURSO INTRODUTÓRIO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA, PARA O CARGO DE AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE, DO CONCURSO PÚBLICO 001/2014.
O PREFEITO MUNICIPAL DE PAÇO DO LUMIAR, Estado do Maranhão, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, através da Comissão para convocação dos candidatos classificados e aprovados, em consonância com o Edital do Concurso Público nº 001/2014, cujo resultado final foi devidamente homologado através do Decreto nº 1.881/2014, publicado no Diário Oficial do Estado do Maranhão, no dia 24 de dezembro de 2014, e em conformidade com as exigências contidas no item 2, subitem 2.7 do Edital nº 001/2014 e legislação vigente, vem pelo presente, CONVOCAR:
1. Os candidatos aprovados e classificados para o cargo de Agente Comunitário de Saúde, constantes no ANEXO ÚNICO deste Edital, para o CURSO INTRODUTÓRIO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA de 40 (quarenta) horas, conforme fixa o artigo 6º, II, e artigo 7º, I, ambos da Lei Federal nº 11.350/06, no período de 04 a 08 de maio de 2015, das 08:00h às 12:00h e das 14:00h às 17:30hs, no CONVENTO
DAS IRMÃS DA PURIFICAÇÃO, localizado na Avenida 04, s/n, bairro Maiobão, Paço do Lumiar.
Prefeitura divulga o resultado final do processo seletivo para diretor escolar
A Comissão do Seletivo Interno com vistas ao provimento das funções de Diretor de Unidade Escolar, no uso de suas atribuições legais e em atendimento ao Cronograma constante na Errata nº 07, resolve HOMOLOGAR os resultados abaixo discriminados:
  1. Divulgar o Resultado Final do Seletivo, conforme classificação final: