Acessos

quinta-feira, 16 de maio de 2019

O PLANO PARA DAREM OUTRA FACADA EM BOLSONARO

Rodrigo Maia, associado aos bandidos das facções políticas do Congresso, colocam em execução o plano para darem outra facada mortal em Bolsonaro. Desta vez é impedi-lo de administrar o País e instalarem o caos para seus interesses escusos, ao mesmo tempo que dissimulam estarem preocupados com o país.

Canalhas!! Mil vezes canalhas!!

Seus objetivos são instalarem o caos e obrigar Bolsonaro a cometer um erro administrativo para cassa-lo e entrarem em acordo com o substituto para ficar como dantes: cada um pegando suas propinas básicas e mascarando dados para dizerem que do jeito deles o país vai bem, como fizeram antes.

DESENHANDO O PLANO DOS CANALHAS

O FATO
- Para se organizar de acordo com o orçamento deixado por Temer e os canalhas do Congresso, Bolsonaro editou a Medida Provisória (MP) nº 870/2019 para a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos Ministérios. Diminuiu de 33 para 16 os ministérios, para readequar a estrutura administrativa ao orçamento deixado pelos bandidos da política. Mandou essa MP e outros projetos para a Câmara e o Senado votarem. Lá eles ficam dando uma de João se braços, e mandando recados ao governo para ver se sai um “faz-me rir” (propina na linguagem popular). Como Bolsonaro não quer voltar às velhas práticas da turma da corrupção, eles traçam um plano de vingança. 

O PLANO PARA A OUTRA FACADA NO BOLSONARO
 – Não deixarem Bolsonaro se organizar; atrasar tudo que presidente mandar para eles votarem; não votar ou votarem contra, mesmo que o projeto seja bom para o país. O plano diabólico deles faz com que, qualquer ação administrativa do presidente seja irregular. Aí esses bandidos aparecem vestidos de toga para dizerem que Bolsonaro cometeu um crime de responsabilidade; que descumpriu o orçamento; que fez isso e aquilo. E que deve ser cassado.

Ou Bolsonaro reage agora com a força do cargo, sem medo de morrer, ou será tarde demais. Ouça o filósofo e os que são do bem. Cuidados com os generais que assistiram a corrupção grassar e não fizeram para salvar o país. Ou se acovardaram, ou estavam recebendo suas partes.

Cuidado presidente!! Uma outra faca mais amolada está na sua direção. Não hesite em sacar a pistola que os brasileiros lhe deram para imobilizar os agressores. É uma situação de vida ou morte para o país.