24 de dez de 2018

Terceirizados que atendem o 190 e o Disque Denúncia estão há três meses sem receber salário

Terceirizados que atendem chamadas de emergência no CIOPS - Centro Integrado de Polícia e Segurança sofrem com a política do comunista Flávio Dino.

Enquanto o governador alardeia antecipação de salários para servidores efetivos, os terceirizados que realmente trabalham estão há meses sem receber seus salários. São centenas deles nas diversas secretarias do Estado.

No caso do CIOPS, os terceirizados foram contratados através da empresa CAPELLERRY CONSULTORIAS LTDA, que recebe do Estado R$ 137.410,51 mensais e tem contrato prorrogado até 24/10/2019. "O governador e o Secretário batem no peito dizendo que os salários estão todos em dias, mentindo para a população", reclama um trabalhador prejudicado.