23 de nov de 2018

Para o Brasil escapar da desgraça precisa repensar seus modus operandi ...

A começar pela prioridade do modal de transporte de suas riquezas, hoje manipulado pelas transportadoras rodoviárias, que destroem rodovias e encarecem o produto final. O modal ferroviário é a saída para recolocar o Brasil nos trilhos do desenvolvimento. 

Nossa enorme extensão territorial necessita ser cortada por ferrovias de Norte a Sul, levando e trazendo riquezas de toda ordem, inclusive levando caminhões carregados e distribuindo-os nas regiões onde os trilhos não passam. 

A grandeza econômica dos EUA teve origem a partir da construção de grandes ferroviais e do desenvolvimento industrial advindo delas. O Brasil precisa sair da estagnação, da cultura de miséria que invadiu boa parte das cabeças de sua, como se estivessem num país desprovido de víveres. Somos ricos graças a Deus. A pobreza do País só está em nossas cacholas - paradas no tempo a espera dos arautos do socialismo ou das promessas enganadoras de algum corrupto de plantão. 

Cidadania não se exerce sem patriotismo; liberdade não se exerce sem ter o pão de cada dia. As migalhas propostas pelos ideólogos do comunismo/socialismo - até os inválidos as rejeitam por serem indignas.

Para a País sair da letargia que se encontra é preciso um choque de realidade do tamanho do Brasil. chega de grupinhos manipularem essa grande Nação para satisfazerem interesses escusos.

Investimento pesado em ferrovias; na indústria; na construção civil; no agro negócio do pequeno ao grande; na educação séria sem essa frescura  de ideologia de gênero e outas aberrações implantadas pelos pervertidos comunistas.

Bolsonaro tem a chance de salvar o Brasil do destino da Venezuela e de Cuba, que o PT, PC do B e cia tinham traçado para nosso país.