20 de ago de 2018

O BLOG PROVA: Segurança pública do Maranhão é de H. Salve-se quem puder!

Em 2015 foram registrados 9.444 crimes no Maranhão, sendo 951 Estupros; 2.005 Homicídios Dolosos; 2.240 Veículos Furtados; 67 Lesões corporais seguidas de morte; 4.064 Veículos Roubados (assalto), e 117 Roubos seguido de morte (latrocínio).


Em 2016 foram registrados 11.258 crimes no Maranhão, sendo 991 Estupros2.070 Homicídios Dolosos3.247 Veículos Furtados31 Lesões corporais seguidas de morte4.806 Veículos Roubados (assalto), e 113 Roubos seguido de morte (latrocínio).


Até Junho de 2017 foram registrados 5.813 crimes no Maranhão, sendo 522 Estupros935 Homicídios Dolosos1.804 Veículos Furtados16 Lesões corporais seguidas de morte2.485 Veículos Roubados (assalto), e 51 Roubos seguido de morte (latrocínio).


Também se registra a expulsão de famílias de suas casas, execuções à luz do dia, invasão e posse de propriedades privadas e ameaças constantes de morte é o quadro da violência que domina o Maranhão. 

Manipulando estatísticas e simulando combate à violência, o governador do Maranhão desenvolve uma segurança pública de H.

É grande o número de famílias que são expulsas de suas casas por grupos de bandidos que dominam bairros inteiros em todo o Maranhão. 

As famílias expulsas sequer registram as ocorrências porque se fizerem serão executadas sem dó e piedade sob o olhar omisso da estrutura de segurança pública do Maranhão.

Na manhã desta segunda-feira (20) os moradores da Vila Funil interditaram a BR-135 para pedir socorro não sei pra quem. Pois o que vai acontecer é a circulação temporária de uma viatura com dois policiais trêmulos pelo bairro e depois tomam chá de sumiço. Daí mais uma vez a segurança publica do Maranhão não passa de H.

No coroadinho a única segurança que as famílias expulsas tiveram foi a presença de policiais para garantir suas saídas, dando vitória para os que as expulsaram.

A realidade da violência na Capital do Maranhão



São dados de apenas dois anos e meio, pois os dados do governo de Flávio Dino são só até junho de 2017. Para efeito de comparação tivemos que considerar apenhas dois anos e meio da gestão de Roseana Sarney.