quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Presidente do TJ manifesta-se sobre pesquisa do CNJ que coloca o MA como o Estado com o maior índice de magistrados punidos

O presidente do TJ, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos
Se manifestou sobre pesquisa do CNJ e deixou claro sua posição
Manifestando-se sobre pesquisa do CNJ, que coloca o MA como o Estado com o maior índice de magistrados punidos desde 2006, o presidente do TJ, desembargador José Joaquim afirma que não será conivente com posturas de magistrados que desrespeitem os princípios fundamentais da magistratura. "O Tribunal de Justiça do Maranhão adotará medidas rigorosas, nos ditames da lei, para manter a respeitabilidade e a boa imagem do Poder Judiciário perante a sociedade e às instituições", enfatiza o presidente da Corte maranhense.

O novo presidente do TJMA acrescentou ainda: “Magistrados cujos comportamentos não honram a magistratura e não cultivem a ética profissional e o decoro de seus deveres funcionais serão exemplarmente punidos e responderão a processos disciplinares que poderão culminar, ou não, com a perda do cargo”.