domingo, 15 de fevereiro de 2015

MATARAM A MÚSICA. PERMANECE APENAS RUÍDOS E ABERRAÇÕES SEXUAIS.

Foi concebido à séculos, que a música alimenta a alma, que a música tem o poder de disseminar o amor. 

O Brasil possui um legado e um patrimônio musical de dá inveja.

Entretanto, a música brasileiro adoeceu ao longo do tempo e morreu. Necessita ser ressuscitada, precisa de um milagre.

Sem harmonia, melodia e ritmo, a música brasileira perdeu a essencia, transformou-se apenas em ruídos, capazes de alimentar só sentimentos de drogados ou de adeptos das aberrações sexuais.

O que esperar de um país, no qual ruídos chamados de musíca, transformou mulheres em cachorras e bumbum em ritmos?

O que esperar de um povo que chega ao êxtase cantando: "ai se eu te pego", “Tchá tchá tchá” e “Lê lê lê” e outras porcarias parecidas?

O gênero musical conhecido como samba, também agoniza na decadência. que o diga Ary Barroso, já em seu tempo. Em artigo escrito para a Revista da Música Popular, Ary Barroso (tido como um dos maiores representantes da identidade musical brasileira), demonstra a decadência:

1 – Antigamente não havia “gramáticas” em samba. E todos o entendiam.

2 – Antigamente não havia “acordes americanos”

3 – Antigamente não havia “boites”, nem “night clubs”, nem “black tie”. E o samba andavapelos cabarets, humilde e sem dinheiro.

4 – Antigamente não havia “fans-clubs”. Então os cantores cantavam sem barulho um sambasem barulho, vindo da Penha, único barulho era o preparatório para o grande barulho que era o Carnaval.

5 – Antigamente as orquestras não tinham a disciplina militar das bandas, porque eram bandas autênticas sem pretensão à orquestra. Então o samba saía sem pretensão, mas gostoso.

6 – Antigamente o “compositor” não era “compositor”; era um veículo sonoro de suas emoções. Então o samba saía à rua vestido de brasileiro, gingando com as “porta-estandartes” dos ranchos.

7 – Antigamente não havia parceria de cantores, empresários e “veículos” Então o cantor cantava: não impingia!

8 – Antigamente o teatro era palco dos triunfos populares. Então, o samba vinha da Praça Tiradentes para a cidade e depois para o Brasil.

9 – Antigamente samba era uma coisa, hoje é outra...

10 – Decadência! Decadência! Decadência.