3 de nov de 2014

OAB dissimula e Quer que a PF investigue milhões de brasileiros, que no calor da disputa xinga um ao outro de tudo quanto é nome e ofende de todas as maneiras de boca pra fora.

Acho que a PF tem mais o que fazer do que ficar investigando briga de comadres. 

A pedido do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinícius Furtado, a Polícia Federal (PF) vai investigar postagens de ofensas contra nordestinos e nortistas feitas em redes sociais depois das eleições.

Se existem ofensas, elas são de ambos lados como as torcidas de futebol. Os registros ganharam força depois da reeleição da presidenta Dilma Rousseff, cuja vantagem no Nordeste em relação ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi determinante para sua vitória no segundo turno.

NÃO-ME-TOQUES

A OAB quer criar situações de não-me-toques entre o povo brasileiro. Deveria estar preocupada é com o racismo impregnado dentro dos próprios poderes constituídos do país. 

Milhões de brasileiros, sejam do Sul, sejam do Nordeste, sem vez e sem voz, peregrinam em órgãos públicos em busca de ajuda, em busca de socorro, mas são ignorados como cachorros pirentos e raça nojenta. Para estes a OAB se fecha em seus aconchegantes escritórios. E que tal a discriminação até do Negro e Ministro Joaquim Barbosa. 

Os do Sul e os do Nordeste podem se criticarem sim. Um pode pode chamar atenção do outro sobre a merda que fez e vice-versa. Brasileiros não se trata com 'não-me-toques' ou outras frescuras que estão inventando nos últimos dias.

Somos um povo que diz na lata o que sente e pensa, depois passa. Mas, que nós fala, nós fala.

De Norte a Sul devemos nos separar é dos promoventes da corrupção. É daqueles que como agentes desse câncer se juntam a outros, infestando as instituições brasileiras.  Se a OAB não se omitisse ou não fosse coparticipante desas lástima poderíamos ter com quem contar.

"Várias entidades saudaram o golpe de 64, inclusive a OAB. Equivocadamente, a OAB não foi contrária ao golpe". Afirmação de presidente da OAB Cezar Brito em entrevista à Folha Online em 13/12/2008 (CONFIRA AQUI).

A OAB se omitiu por 10 anos diante das atrocidades da ditadura. Apenas no final da luta pela redemocratização do país é que a OAB deu a cara para dizer que era contra. Tarde demais, os brasileiros já tinham sido massacrados ás vistas da corporação OAB.

A OAB SAIU EM DEFESA DA CORRUPÇÃO AO LADO DO PT, QUANDO SE POSICIONOU FAVORÁVEL AOS MENTORES E EXECUTORES DO MAIOR ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DO PAÍS ARTICULADO NAS DEPENDÊNCIAS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA E NOS CORREDORES DA CÂMARA FEDERAL.


A OAB é uma corporação em que parte da membresia é o braço da corrupção no Judiciário como se ver nos noticiários e revelações de uma Ministra da Justiça (CONFIRA AQUI).

Essa mesma OAB agora comete mais um erro histórico  ao entrar na campanha do PT para desmoralizar um negro que teve a coragem de enfrentar a força da corrupção desse partido que preside o país e contrariar interesses outros de grupos que alimentam a corrupção no país.

Agora, essa mesma OAB vem com essa estória de investigar milhões de brasileiros que estão chamando uns aos outros de otários, sendo essa a linguagem comum nas discussões acaloradas nas regiões brasileiras.

A OAB continua sendo apenas uma corporação de interesses particulares de seus membros, agindo aqui e acolá com alguma ação social tardia para disfarçar seus reais objetivos: o controle da entrada de novos advogados e a mercantilização do ensino jurídico no Brasil, além de outros interesses escusos acobertados pelo poder da corporação que ao longo da história tem altos e baixos em seus aspectos morais e éticos.

Mais do que nunca, os brasileiros devem está é unidos contra os farsantes deste país que agem com dissimulação para esconderem suas reais intenções.

Todo Brasil de olho no PT que vem infectando as instituições.