sábado, 27 de setembro de 2014

COISA DE BANDIDOS: Agentes da Oligarquia Sarney atacam advogado de Flávio Dino.

NOTA DE DESAGRAVO DA OAB/MA.

CARLOS LULA E OUTROS ADVOGADOS DA
COLIGAÇÃO DE FLÁVIO DINO TEM DESARTICULADO
ATOS DE BANDIDAGEM DA TURMA DE LOBÃO FILHO.
Em razão das graves ofensas ao advogado CARLOS EDUARDO OLIVEIRA LULA, feitas pelo jornalista Marco Aurélio D´Eça e pelo Jornal O Estado do Maranhão, que imputam ao causídico, falsamente, a prática de crime, o Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, representado por seu presidente, vem a público emitir a presente NOTA DE DESAGRAVO.
Em post publicado no Blog do jornalista acima referido e no Jornal O Estado do Maranhão, o advogado Desagravado neste ato foi falsamente acusado de haver mantido sob custódia o preso André Escórcio de Caldas e ainda de o haver coagido a declarar que era falsa a acusação feita ao Candidato a Governador representado pelo advogado Carlos Lula, vídeo cuja falsidade foi declarada pela Secretaria de Segurança Pública. A acusação contra o advogado é ofensiva e atinge o livre exercício da profissão.
A bem da verdade, o advogado nem sequer participou do depoimento do mencionado cidadão, prestado na Superintendência de Investigações Criminais – SEIC, ao delegado Thiago Bardal.  como também não obteve cópias nem do depoimento de André Escórcio Caldas, nem do diretor da CCPJ – Central de Custódia de Presos de Justiça, tomados na noite da última terça feira.
É ademais absolutamente inverossímil e ofensiva também à autoridade policial, afirmar que um delegado de polícia civil admitiria a prática dos crimes de cárcere privado ou de coação a testemunha durante um ato de investigação por ele conduzido.
Só por isso já se vê que as falsas imputações feitas ao advogado impõem a concessão, ex-offício, do Desagravo Público, na forma do art. 7º, § 5º da Lei 8.906/94 (Estatuto da OAB e da Advocacia) e do art. 18 do Regulamento Geral do Estatuto da OAB.
A Ordem dos Advogados do Brasil  – Seccional do Maranhão em defesa do livre exercício da advocacia, por seu Conselho Seccional, DESAGRAVA o advogado CARLO EDUARDO DE OLIVEIRA LULA e reitera ter este conduta ilibada, nunca tendo sofrido qualquer sanção ou representação disciplinar.
São Luís, 26 de setembro de 2014
Mário de Andrade Macieira
Presidente