quinta-feira, 25 de setembro de 2014

BANDIDO DIZ QUE LHE OFERECERAM DINHEIRO PARA INCRIMINAR O CANDIDATO FLÁVIO DINO EM VÍDEO EDITADO E DIVULGADO PELA DIFUSORA DE LOBÃO FILHO.

Em depoimento à Polícia  na SEIC, o presidiário André Escócio de Caldas confirmou que recebeu promessas de um Alvará de Soltura e de uma boa quantia em dinheiro em troca de gravar um vídeo incriminando Flávio Dino, Weverton e Patrícia.

O vídeo teve destino certo: a TV e rádio Difusora, os blogs ligados ao grupo Sarney, o portal iMirante e o jornal O Estado do Maranhão– propriedade da família Sarney.

Ouvido pelos delegados da Polícia Civil Tiago Mattos Bardal na noite de terça, André Escócio afirmou que o vídeo foi gravado há cerca de oito dias na sala do diretor da Central de Custódia de Presos de Justiça de Pedrinhas, Carlos Aguiar.

O enredo para tentar incriminar Flávio Dino foi criado após conversas do presidiário com o diretor da CCPJ de Pedrinhas, Carlos Aguiar.

Dar para a população do Maranhão ver agora que os membros da Oligarquia  estão associados com toda essa bandidagem que põe terror na Capital. gente do próprio governo dos Sarney mandaram a bandidagem meter o bicho para depois dizerem que são os 'comunistas'. São capazes de crimes crués. 

O próprio candidato a governador deles tem um histórico de crimes, com duas condenações em primeira instância: 

– Crimes contra a previdência Social - Condenado a 2 anos de reclusão. Leia mais...

– Crimes contra a Lei de telecomunicações - Condenado a 1 ano e 4 meses de prisão pela Justiça Federal. Leia mais...

– Crimes de formação de quadrilha, uso de documentos falsos e crime contra a ordem tributária (Inquérito nº 2736 e Ação Penal nº 496 no STF).