quinta-feira, 29 de maio de 2014

ROSEANA SARNEY MOSTRA QUE TEM PODER PARA INTERFERIR NAS DECISÕES INTERNAS DO PT NACIONAL.

Informativo Publicado em  por Caio Hostilio

Com informações do blog do Robert lobato
ROSEANA FALA2A governadora Roseana Sarney (PMDB) não gostou nadica de nada do “cavalo de pau”, dado pela Comissão Executiva Nacional do PT, no que diz respeito a tirar do partido o direito de ocupar o cargo de vice-governador na chapa de  Lobão Filho (PMDB), conforme decisão dos delgados reunidos no Encontro de Definição de Candidaturas, realizado no último dia 24 de maio. “Não posso aceitar esse argumento [descolar do governo/PMDB], pois tenho sido leal com o PT, tenho tratado o PT e os petistas como aliados de primeira hora. Vou à Brasilia tratar desta questão e nem o presidente Sarney me convencerá de que o melhor para o nosso grupo ganhar essa eleição é com o PT de suplente de senador. Isso não existe. Tratarei o assunto até com a presidenta Dilma se for necessário, assegurou a peemedebista. O sentimento da governadora Roseana Sarney é exatamente o mesmo da imensa maioria dos petistas maranhenses representados, legitima e democraticamente, nos encontros do PT de abril e de maio.

Digo eu:

Quem mandou o PT se curvar a Jezabel.

Jezabel consta na Bíblia (1 Reis 16:29-33; 18:1-4; 21:1-16; 2 Reis 9:30-37) como a rainha má.
APÓS a morte do Rei Jeroboão, cada rei que governava o reino de 10 tribos de Israel era mau. O Rei Acabe era o pior de todos. Sabe por quê? Um motivo era sua esposa, a má Rainha Jezabel.
Quando Jezabel queria algo, até mesmo matava para consegui-lo.
Certo dia, o Rei Acabe estava muito triste. Jezabel perguntou-lhe: ‘Por que está triste, hoje?’
‘Por causa do que Nabote me disse’, respondeu Acabe. ‘Eu quis comprar o vinhedo dele. Mas ele me disse não.’
‘Não se preocupe’, respondeu Jezabel. ‘Vou consegui-lo.’
Jezabel escreveu então cartas a alguns dos principais na cidade de Nabote. ‘Façam com que homens imprestáveis digam que Nabote amaldiçoou a Deus e o rei’, escreveu ela. ‘Daí, levem Nabote para fora da cidade e o matem a pedradas.’
Assim era a má Rainha Jezabel. Não aceitava um "não" como resposta. Não tava nem ai para o povo de Israel.