20 de mar de 2014

O QUE É BOM PARA OS SARNEY, NÃO É BOM PARA O MARANHÃO: DEPUTADO CONTA TUDO E DIZ QUE INSTALAÇÃO DA SUZANO PAPEL CELULOSE NA ÁREA DE IMPERATRIZ SÓ TRARÁ PREJUÍZO PARA A POPULAÇÃO DA REGIÃO E OUTROS ESQUEMAS DOS SARNEY.

Deputado Raimundo Cutrim – 19/03/2014
"nós não temos nem um emprego da Suzano, no Maranhão, que não seja braçal. Espirito Santo tem uma plantação de eucaliptos e 136 riachos e rios todos foram embora, todos secaram.

Então, a empresa Suzano, daqui um futuro bem próximo, nós vamos ter um grande deserto, na área de Imperatriz, que acabou com a agricultura, acabou com a pecuária, a fauna e a flora foram todos embora. Então é o maior crime que estão fazendo no Estado do Maranhão, que é implantar esta Suzano, que o Brasil todo não quer, mas vem para o Maranhão, bem como essa termoelétrica, que o mundo todo não quer termoelétrica".

Com esse tom, o Deputado Raimundo Cutrim fez pronunciamento na Assembléia Legislativa. Diz o deputado:

É como se diz também que os grandes hospitais do Maranhão é o maior crime que estão fazendo aqui para o próximo, governo são os hospitais, estão todos fechados; Maracaçumé está fechado, Newton Bello está fechado, Jenipapo dos Vieiras fechado. Então, o prefeito que assumir um hospital desse ele quebra junto.

É o maior crime que estão fazendo, foram obras eleitoreiras que não vão funcionar nem hoje, nem amanhã e nem nunca.

O custo é muito alto. Em vez de 72 hospitais, fariam hospitais regionais onde teria uma companhia independente ou um batalhão, onde ali teria um Ciretran, uma delegacia regional e um hospital para atender as pessoas das comunidades mais próximas.

Agora, como é que se faz setenta e poucos hospitais, querendo fazer ainda sem concurso público, não tem um médico.

O prefeito não tem condições de pagar trinta, quarenta, cinquenta mil para um médico. 

O que tem são os médicos cubanos que são pessoas só para dar consultas, só para consulta! Então é um dinheiro que estamos jogando fora e esses hospitais é o maior crime, são todos elefantes brancos, não funcionou até agora! E vai ser um problema para os próximos governos.

Todos os hospitais, 80% estão fechados no interior. É a propaganda de hospital que inaugura de manhã e no outro dia já está fechado. E esses municípios que eu falei estão todos fechados os hospitais. Isto é um crime que estão fazendo com o povo do nosso Estado.

O Deputado revela: "nós temos a governadora, mas não temos governo. Quem manda no governo? É o deputado Ricardo Murad quem manda. Quem manda na segurança? Ninguém. Cada um vai para um lado, é um barco sem leme. Então, hoje, estamos numa situação difícil ".

O estado naufragado em homicídios, em todo tipo de criminalidade, todas as modalidades, só se contam os números, morreram 100, morreram 200, só esse mês agora, tem mais de 60 assaltos a ônibus, aqui em São Luis.

 São muitos assaltos. Mais de 60 assaltos, este mês agora, minha gente! Nós estamos vivendo aqui numa verdadeira guerra civil, aqui na grande Ilha de São Luís. Agora, as propagandas de hospitais, e o que é que se vê aqui? São os investimentos midiáticos que se chega aonde? Os hospitais todos fechados.

As pessoas continuam vindo do interior para cá. Não tem médicos. Como é que nós vamos construir hospitais sem médico?

 E os concursos? Tinha que ter concurso, primeiro, para poder ter, pelo menos, quem assuma a responsabilidade dos hospitais. Agora, são todos terceirizados, as pessoas não têm compromisso com o patrimônio do Estado. Então, a situação nossa hoje é difícil, a situação do Maranhão é difícil até a gente saber o amanhã, sonhar um dia melhor.

Os hospitais um investimento bilionário. O empréstimo que a Assembleia autorizou quase R$ 6 bilhões com essas estradas que estão fazendo, com a autorização da Assembleia e o Estado fazendo propaganda dizendo que está fazendo isso, mas isso aqui foi o empréstimo da Assembleia que os 42 deputados autorizaram.

Ali ele tem que ser feito. Tanto faz deputado indicar como não, nós vemos aqui a propaganda da Estrada do Arroz, e eu tenho até vergonha de ouvir essa propaganda da Estrada do Arroz, as histórias que têm do Maranhão na Estrada do Arroz, de quantas vezes já foi feita, e ainda fala ainda a Estrada do Arroz, na Região de Tocantina, é uma vergonha de se ouvir a gente ter que ouvir propaganda da Estrada do Arroz que já foi feita não sei quantas vezes no papel. É só isso senhor presidente.

Eu ouvi, ainda há pouco, a fala do nosso colega Bacelar com a intervenção do colega Rigo Teles na compra das ambulâncias. Eu acho que é muito importante, já que os hospitais estão fechados, para que possam vir os doentes, os enfermos, para vir do interior para São Luís, como sempre houve isso a vida toda, sempre a gente assistiu. 

O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA TAMBÉM PARTICIPA DESSE ESQUEMA?

Chegou o momento do presidente da Assembleia tomar uma posição como representante da casa, tomar uma posição sobre as Emendas Parlamentares. Foram pagas agora para os deputados do Governo e parte da Oposição, mais de trinta deputados receberam as Emendas, que são de quatro milhões destinadas aos deputados, são Emendas Parlamentares aprovadas no Orçamento e que para o Governo dentro do Orçamento, para ele que possa gastar algo que não está dentro do Orçamento aprovado, evidentemente tem que vim para a Assembleia autorizar, para qualquer área do Governo do Estado.

 Mas, das Emendas Parlamentares agora da cultura, foi destinado trezentos mil para cada deputado e foram pagos para mais trinta deputados do Governo e Oposição, e aqueles da oposição que foram pago, foram distribuídos para aqueles deputados candidatos a deputados, que está aí a propaganda 24 horas, com a Emendas nossas aquelas que não foram pagas.

Isso aí são atos de improbidade administrativa e é crime. Eu encaminhei um oficio ao secretário de planejamento para perguntar qual foi o critério. Porque não estamos pedindo favor.

Se a Assembleia aprovou as Emendas Parlamentares no valor de R$ 4 milhões para cada deputado, ela tem que ser paga, independentemente do governo querer ou não. O que o governo fez? Pagou para vários deputados, candidatos a deputados, que não são nem deputados ainda, vários, aqui no estado, as emendas dos deputados com mandato.

Isso aí é um ato criminoso, é ato de improbidade administrativa e tem que ser apurado. Como eu ia dizendo, encaminhei um ofício ao secretário de Planejamento para ele informar, baseado na Constituição e no direito à informação, informar qual foi o critério utilizado bem como a Secretaria de Cultura para que a gente possa tomar as medidas legais na justiça.

Porque da maneira que está me parece que o governo virou uma propriedade particular. Então, se você é deputado e tem direito à sua emenda, independe se é Governo ou Oposição. Aquele valor destinado, aqueles que eles não querem pagar, foi dado agora para vários candidatos a deputados, para o Adriano Sarney e outros deputados aí as nossas emendas.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO MARANHÃO É DE ENFEITE QUANDO SE TRATA DOS CRIMES DA OLIGARQUIA.

 Qual é o critério? Então, tem o Ministério Público para que possa apurar esse fato, mas, infelizmente, a procuradora está aí só de enfeite, eu já disse isso outras vezes, infelizmente, é o que temos, mas é um braço do Governo do Estado. Então, ficamos de braços cruzados.

Vamos recorrer à justiça para que a gente possa definir a situação das emendas. Se nós aprovamos o Orçamento, esse dinheiro não pode ser dado para candidatos ou para comprar votos do Governo, tem que ser dado para o deputado, concluiu Raimundo Cutrim.