26 de mar de 2014

ESTRATÉGIA DE CASTELO PARA ENGANAR A POPULAÇÃO DE SÃO LUIS EM 2012 E A ESTRATÉGIA DOS SARNEY PARA ENGANAR A POPULAÇÃO MARANHENSE EM 2014, TEM TUDO A VER.

Por que castelo perdeu para Edivaldo Holanda Junior?


Castelo deixou a população de São Luís sofrer por 3 anos e no ano das eleições encheu a Capital de obras de asfalto e pavimentação.

Veja:




Edivaldo Holanda está cometendo o mesmo erro.

AGORA EM 2014 OS MESMOS ENGANOS DE SEMPRE.

A estratégia de João Castelo foi aprendida com os Sarney, que ao longo de sua dinastia sobre os maranhenses, sempre agiram assim:

Deixam a população na miséria por 3 anos e no ano das eleições alardeiam obras, ajudas, ações sociais, convênios com prefeitos para apurar recursos para comprar votos e por ai vai...

2010 se repete agora em 2014, os mesmos esquemas, os mesmo crimes, as mesmas enganações, as mesmas estradas brilhosas e luminosas, as mesmas promessas, os mesmos enganos.

EIS O MAIOR ENGANO DE 2010:



Apostando eles  que a população do Maranhão permanece otária.

Boa parte é como eles pensam, mas em 2012 os maranhenses de São Luís deram um recado duro para os que os tratam assim, mandaram João Castelo e sua trupe passear e responder na justiça seus crimes à frente da gestão da Capital.

Assim deverá fazer os cidadãos e cidadãs do Maranhão, receberão tudo que eles estão fazendo e dando entroca de votos e na hora H o povo dará a resposta como fez com João Castelo. 

Veja os sofrimentos:



UMA PROMESSA DE 2011:



As propagandas enganosas de 2014:





Nem o JM TV pode esconder a verdade, o telejornal exibido na televisão da governadora Roseana Sarney, mostrou como o dinheiro público é jogado fora nesse programa de construção e recuperação de rodovia, comandado pelo secretário de infraestrutura, Luís Fernando Silva.



Na matéria, é mostrada a dificuldade de motorista que se expõem ao perigo constante na MA-034, principal ligação de Caxias com o município de Grajaú. O mais lamentável é que essa rodovia foi recuperada há menos de um ano, mas a buraqueira está presente ao longo de todo o trecho.

Um motorista, ainda analisando a situação de seu caminhão, diz que o trecho não tem estrada. “Tem muito é buraco. Os buracos começam em Caxias e vão até Presidente Dutra”, diz.



A repórter diz que alguns são tão profundos que chegam a cortar pneus de carros. Com um galho na mão, ela mostra a profundidade do buraco que a dez centímetros.

Um motociclista diz que, além da buraqueira, o que assusta é falta de acostamento. Muitos já foram atropelados por carros que andam na contra mão para desviar dos buracos e terminam indo para cima, principalmente, de motociclistas.

Essa é uma mostra de desperdício público com obras de péssima qualidade e, em muitos casos, com suspeitas de superfaturamento. O pior é que Roseana tem a cara de pau de dizer que vai transformar o Maranhão em estado de primeiro mundo. Só se for o primeiro em corrupção e desmantelo.

Roseana fez do programa de asfaltamento (ou de assaltamento?), financiando com recursos do BNDES, a principal bandeira da pré-campanha de Luís Fernando Silva. Semanalmente ele percorre o Maranhão assinando ordens de serviços tentando iludir a população do Maranhão. Como mostra a reportagem são obras que não duram um ano. O objetivo é fazer com que Luís Fernando cresça nas pesquisas. Mas, mesmo com o uso da máquina pública, o pré-candidato dos Leões não empolga e ele não consegue avançar. E a conta de toda essa irresponsabilidade é paga pelos maranhenses.