4 de fev de 2014

POLICIAL É EXPULSO APÓS REVELAR A FABRICA DE MONSTROS DA PM.

Darlan Menezes, de 39 anos, atuou 13 anos na Polícia Militar, com comportamento exemplar. Mesmo assim, acabou expulso por questionar a militarização da PM em intitulado Militarismo: Um Sistema Arcaico de Segurança Pública.

O Livro

O objetivo do livro, segundo o autor, é abrir a mente dos soldados acerca do sistema que existe dentro da Polícia Militar. Segundo ele, trata-se de um sistema covarde que trata a sociedade como inimigo.

Como pode uma polícia anti-democrática fazer a segurança de um país democrático?

Quando eu trabalhava na polícia, sentia como se estivesse viajando no tempo. Era como se eu voltasse para Idade Média, onde os oficiais eram os Senhores Feudais e os soldados eram os escravos”, comenta.

"Sou a prova viva de que esse sistema de segurança pública é falido" e "cria monstros", declarou, em entrevista ao UOL.

Segundo a defensora de Darlan Menezes, Quércia Andrade, o caso que está no Conselho de Disciplina em fase final pode ter uma reversão da decisão, fazendo com que Darlan volte a atuar na Polícia Militar.

“Nós acreditamos verdadeiramente que haverá a reversão da decisão. O recurso já foi apresentado e aguarda avaliação do Conselho. Ele (Darlan) tem um comportamento exemplar dentro da Polícia e isso pode favorecê-lo”, explica a advogada. Além do processo administrativo, Darlan responderá a um processo judicial, e será ouvido em maio.

O soldado escritor tem razão, o que temos visto é a policia militar em todo país agir como cães raivosos:

'Por quê? “Porque eu quis. Pode ir lá denunciar”

TREINADOS PARA ODIAR
PM MASCARADA CEGANDO A CIDADÃ