sábado, 13 de julho de 2013

Pagamento de forma errado de serviços prestados, expõe o nome e condenação de Prof. e Blogueiro Caio Hostílio.

Levantamento feito por este blog a pedido de leitor constatou que Caio Hostílio trabalhou no CNPq, Eletronorte, Ministério dos Transportes, Fundação das Pioneiras Sociais, na Irfasa e na Coopadef.

Nesses órgãos e empresas Caio Hostilio gaza de reputação e não há registro de irregularidades ou falcatruas.

No Caso de Coroatá Caio Hostílio responde solidariamente com ex-prefeito por ter recebido 17 mil reais entre janeiro e abril de 2001 por serviços e consultoria da 1ª Jornada Pedagógica promovida pelo Município de Coroatá na época (CONFIRA).

O autor do blog analisou o processo e constatou que houve por parte dos gestores da época um erro de formalidades. Os custos da consultoria e serviços prestados não poderiam ser pagos com dinheiro do FUNDEF.

Não houve desvio de recurso público ou corrupção, mas desvio de finalidade por força do artigo 71 da LDB 9394/96.

Não posso pois, pedir que o Prof. Caio Hostilio, que não conheço, deixe de pregar o que faz no seu blog: http://caiohostilio.com/.