13 de abr de 2013

POR GANANCIA$ MATERIAI$, A ASSEMBLÉIA DE DEUS PODE TER UM RACHA APÓS ELEIÇÃO COMPROVADAMENTE MANIPULADA.

Pr. Jose Wellington já há 22 anos no comando da AD

Em eleição nitidamente manipulada e realizada no dia 11 foi mantido na direção  o Pr. José Wellington por mais 4 anos. Ele já está no cargo 22 anos às custas de manobras que fulminam a possibilidade de vitória de qualquer concorrente.

Para frear a candidatura do Pr. Samuel Câmara, José Wellington que se diz pastor tentou articular uma punição ao seu concorrente.

Pr. Samuel Câmara
Para desfazer a manobra, o Pr. Samuel Câmara teve que pedir intervenção, não de Deus, mas da justiça para impedir a manobra (VEJA A PROVA AQUI).

José Wellington não parou por ai, partiu para outra irregularidade. Se negou a fornecer informações sobre a lista de inscritos para a votação. A justiça determinou a divulgação da lista (VEJA A PROVA AQUI).


Na eleição havia listas discrepantes, com números diferentes uma da outra, desde a extraoficial entregue ao pastor Samuel Câmara no dia 28 de dezembro de 2012 à última oficial disponibilizada no portal da CGADB.

José Welington não cumpriu a decisão judicial, Não abriu a conciliação bancária dos boletos de pagamento das anuidades e inscrições, com a presença de representantes das duas chapas, para dirimir todas as dúvidas. A eleição padece de suspeição.

As finanças das assembleias de Deus é uma caixa preta em relação à membresia.

ELEIÇÃO COMPRADA

A Chapa encabeçada por José Wellington distribuiu chaveiros, canetas e camionetas de água mineral, que estampava nos copos a propaganda do candidato. Isso foi feito de forma ostensiva, sem qualquer impedimento da Comissão Eleitoral. Se fosse numa eleição secular, sofreria processo por abuso do poder econômico. Sabe-se lá o que ocorreu em surdina.

ESTOU CANSADO, ADMITE O PR. GEREMIAS DO COUTO.
“Por fim, confesso que estou cansado. Minhas forças se exaurem diante desse quadro, para mim, calamitoso em que nos encontramos. Sei que o Senhor Jesus tem compromisso com a sua igreja, não com a igreja dos homens. Mas é doloroso ver o que fazem em nome da Igreja de Cristo e posarem como “santos”, quando de “santos” nem a capa têm. O que aqui se expõe não é nem 10% do que sabemos. Fico como Jeremias que, em momentos assim, reclamava com Deus por não ver a resposta do povo às suas advertências. Estou cansado, mas tenho de continuar até quando Deus quiser. Mas sinto-me cada vez mais longe desses sistemas que em nada glorificam a Deus, mas buscam os interesses de uns poucos que sobrecarregam o povo com uma mensagem opressora que nem eles mesmos suportam”.