As eleições 2012 estão sendo disputadas à bala no Estado do Maranhão, sem qualquer reação concreta da justiça eleitoral.


Fazendo uso de texto de Cesar Bello, este blog expõe as causas, a omissão das autoridades e as consequências.

AS CAUSAS
A politização das Polícias (Civil e Militar) servindo de braço armado das  forças partidárias . A pistolagem que à muitos aparece como originada em forças externas, em vários casos restou provada nascida de dentro da força pública. Durante o dia muitos policiais vestem fardas e coletes, a noite alguns transformam-se em justiceiros ou pistoleiros de aluguel, quando não, fornecem as armas aos executores.

O processo remonta há mais de 50 anos. No "tempo" de Vitorino Freire (1946 à 1964) era comum as "surras" quase sempre aplicadas por jagunços forjados nas fileiras da Polícia Militar. Vitorino, "Vituca" ou "Bala na Agulha"  impunha o medo pelo uso da força, usando o jargão "quero, mando e faço".

Sarney expulsou os jagunços de Vitorino, associando-se aos grileiros das terras públicas e privadas. Os grileiros agiam em conluio com os pistoleiros que, invadiram o Maranhão na era Sarney (1964 até hoje). Os grileiros patrocinaram a ascensão política dos pistoleiros nas Prefeituras, Câmaras e Assembleias.

A OMISSÃO DAS AUTORIDADES
O que esperar deles? Se são formadas por governos sem legitimidade, senadores eternos, deputados federais e estaduais originados no uso da força, vereadores servis, prefeitos corruptos, jagunços como funcionários, policiais a serviço do crime, justiceiros pela ausência do estado, pistoleiros regiamente pagos e magistrados corruptos.

AS CONSEQUÊNCIAS

É a carnificina exposta toda hora nos meios de comunicação, são as forças políticas impondo o medo com o uso da pistola para não deixarem o poder. Poder este mantido por operações de agiotagem.  Adversários são ameaçados, intimidados, tem seus matérias de campanha destruídos e por fim são assassinados em praça pública, sob o olhar complacente dos poderes executivo, legislativo e judiciário, manchados por ter na sua composição os assassinos da democracia.

Com acerto, Cesar Bello diz:

Urge que o povo exerça pelo voto a capacidade de legitimar seus governantes. É muito importante que no dia 7 de outubro o povo vote  contra a pistolagem, não permitindo a eleição de qualquer prefeito ou vereador vinculado aos conhecidos grupos criminosos. Este é o primeiro passo, o segundo é para a eleição de governador em 2014.

FOTO EXTRAÍDA DE: http://www.facebook.com/gabrielle.maranhao

Postar um comentário

Poste um comentário
Opine, debata, compartilhe e acompanhe nosso blog.

Postagem Anterior Próxima Postagem