5 de mai de 2012

CONVÊNIO 35/2010: outras fraudes descobertas pelo Tribunal de Contas.


No artigo anterior você viu que um buraco na rua vale ouro para os corruptos na análise do CONVÊNIO 34/2010 (VEJA).

Agora, continuando com a investigação, expomos o que fora descoberto pelos técnicos do TCE-MA nas análises do O CONVÊNIO Nº 35/2010, no valor de R$ 1.378.477,21 celebrado com o Governo do Estado para execução de serviços de recuperação asfáltica em vias urbanas de Paço do Lumiar.

Como o blog tem linha investigativa e procura apresentar as provas do que denuncia, então com vocês:
Na época os técnicos do tribunal estiveram nas Ruas e Avenidas do Maiobão, acompanhados pelo Chefe de obras e saneamento do Município de Paço do Lumiar, Sr. Ronnie Santos Ribeiro.

É impressionante como nada em Poço do Lumiar é 100% executado, sempre é desviado recursos.

Neste 2º COVÊNIO com o Estado não foi diferente. Muitos serviços não executados, veja:
 

AGORA VEJA O SUPERFATURAMENTO, O ROUBO NA MEDIÇÃO DE BURACOS:
Aqui foram desviados R$ 524.925, 34. Os técnicos do Tribunal observam que esse valor daria para pavimentar mais 3.841 metros de rua, e observam mais:
QUEM SÃO OS RESPONSÁVEIS PELOS DESVIOS?

A CONCLUSÃO DA AUDITORIA SOBRE A FRAUDE NA EXECUÇÃO DOS COVÊNIOS:

Ufa!

Depois de todas essas provas e do que mais consta neste blog e nas ações do Ministério Público Estadual e Federal, o Vereador Thiago Aroso ainda tem a insensatez de querer desqualificar o Ministério Público e o trabalho de investigação jornalística deste blog.

É muito descaramento e deboche para com a população de Paço do Lumiar, que merece pelo menos o respeito do parlamentar, já que seus recursos foram todos surrupiados.
NO PRÓXIMO POST: A ILEGALIDADE DO CONVÊNIO ELEITOREIRO ASSINADO POR MAX BARROS E CINÉAS CASTRO.