22 de jan de 2012

6º DESVIO COMPROVADO: R$ 110.195,70 em bandecos que nunca foram fornecidos e o uso pela prefeita de um hotel em Arari-Ma para dar aparência de legalidade.

ENTENDA O MAIOR ESQUEMA DE CORRUPÇÃO JÁ DETECTADO EM UM MUNICÍPIO DO MARANHÃO. A CASO DE PAÇO DO LUMIAR:


1º DESVIO COMPROVADO (Aqui).

2º DESVIO COMPROVADO (Aqui).

3º DESVIO COMPROVADO (Aqui).

4º DESVIO COMPROVADO (Aqui).

5º DESVIO COMPROVADO (Aqui).


EIS O 6º DESVIO COMPROVADO:

Para o fornecimento dos bandecos não foi realizado nenhum processo licitatório, de dispensa ou inexigibilidade, nem o respectivo contrato.

Foram pagos R$ 110.195,70 à RODE SERVIÇOS E COMÉRCIO LTDA. correspondente ao suposto fornecimento de 11.849 “quentinhas”.

Essa empresa possui relação com RODOLFO MENESES COSTA, à época Coordenador Financeiro e Contábil do Município de Paço do Lumiar sob o comando de Bia Venâncio e Thiago Aroso.

A empresa usada pela prefeita de Paço do Lumiar tem Sócias “laranjas” e para ela foram depositados os valores correspondente ao montante acima em uma conta no Banco Itaú.

Consta de documento recebido pelo blog que a empresa RODE SERVIÇOS E COMÉRCIO LTDA comandada pelo então Coordenador Financeiro e Contábil de BIA VENÂNCIO possui capital social de R$ 400.000,00 e tem como sócia-administradora VLSR (abreviação para preservar a pessoa que foi usada), com 99% do capital social, e como segunda sócia DSF, com 1% do capital social.

AGORA VEJA ONDE MORA ESSAS SÓCIAS:

As sócias sequer sabiam que eram sócias de alguma empresa, que só soube dessa condição ao tentar regularizar seu CPF na Receita Federal, que era empregada doméstica de MANOEL DE JESUS, que este pediu seus documentos e forneceu para RODOLFO, o então Coordenador Financeiro e Contábil de BIA VENÂNCIO.

Uma das sócias, a colocada como administradora cujo nome este blog abrevia como VLSR, informou que pelo empréstimo de seus documentos para a quadrilha desviar dinheiro da prefeitura, ela recebia entre R$ 300,00 e R$ 400,00.

A Sócia-Administradora apresentou papeletas que acompanhavam os valores por ela recbidos. VEJA:


A sócia-administradora reside com sua mãe e seu companheiro no Bairro Tibirizinho em São Luís (MA), mas seu endereço está cadastrado no sistema CPF como Rua do Alecrim 415, Sala 311, Centro, São Luís (MA), que é o endereço do escritório do Sr. RODOLFO no Palácio dos Esportes.

A outra sócia disse que foi empregada doméstica do Sr. RODOLFO e que nunca prestou nenhum serviço, nem nunca forneceu nenhum bem para a prefeitura de Paço do Lumiar e que assinou diversos documentos a pedido do Sr. RODOLFO MENESES COSTA, à época seu empregador doméstico.

MAIS UMA FALSIFICAÇÃO DE ASSINATURA:
 A sócia administradora em declarações prestadas não reconheceu como sua as assinaturas constantes nas Notas Fiscais 0028 e 0078 expedidas pela RODE SERVIÇOS E COMÉRCIO LTDA do então Coordenador Financeiro e Contábil de BIA VENÂNCIO.

É mais uma falsificação para o Ministério Público Estadual apurar.

O USO PELA PREFEITA DE PAÇO DO LUMIAR DE UM HOTEL EM ARARI- MA PARA DAR APARÊNCIA DE LEGALIDADE .

Para dar cobertura e aparência de legalidade, a quadrilha capitaneada pela prefeita utilizou a empresa SOUSANDES SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA.

Ocorre que no endereço constante dos documentos da empresa funciona um hotel, denominado HOTEL BOA ESPERANÇA, localizado na Rua Padre José da Cunha Deça, nº 181, sala 2, Arari (MA) - existe, em verdade, a empresa com ramo de atividade (hotel) e nome fantasia (HOTEL BOA ESPERANÇA).



Segundo a Sra. ANTONIA ROSA, nunca funcionou nenhuma empresa nesse imóvel.

Na verdade  a empresa SOUSANDES SERVIÇOS E CONSTRUÇÕES LTDA é o Hotel Boa Esperança, após sucessivas alterações contratuais. 

Assim vai agindo a organização criminosa de paço do lumiar, uma falsificação aqui, outra acolá, etc. E muitos recursos desviados.

Depois eles vêm com um discurso farjuta de perseguição. Roubaram o dinheiro público e ainda querem ser aplaudidos, devem ser é presos e obrigados a devolverem os recursos que sacaram dos cofres da prefeitura de Paço do Lumiar, cujos recursos pertencem ao povo luminense. 

No próximo 7º DESVIO COMPROVADO você verá como a quadrilha roubou R$ 1.563.083,50 fazendo saques nas contas da prefeitura sem comprovação de despesa. AGUARDE!