28 de fev de 2019

Outro crime ambiental dos Campos em Paço do Lumiar

Desta vez as secretarias de Meio Ambiente e Infraestrutura de Paço do Lumiar embargaram descobriram mais uma obra clandestina de responsabilidade da família Campos.

No meio do matagal, os fiscais encontraram a construção de alicerces e baldrames para a edificação de um posto de gasolina sem alvará de construção e licença ambiental, próximo à localidade Joelho de Porco. "O empresário Fred Campos, de forma ilegal, iniciou a construção de uma obra sem os licenciamentos exigidos em lei, expedidos pelas autoridades competentes. 

Os fiscais ficaram surpresos com a astúcia dos Campos em camuflar a obra no meio da mata. Informado do crime ambiental, o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), lamentou: "Os Campos, que fizeram fortuna e fazem política em Paço, dão mau exemplo, praticando ilicitudes. Apesar das ameaças feitas à equipe, a obra está embargada", reforçou o prefeito e prometeu adotar as medidas jurídicas nos campos administrativo, cível e criminal e demolirá qualquer construção que for realizada após o embargo.

O mesmo esquema de construção fez Alderico Campos, que construiu uma mansão sobre área de preservação ambiental. Invadiu e destruiu parte do braço do Rio Paciência no Sítio Grande, cometendo crime ambiental.
CONSTRUÇÃO DO VEREADOR ALDERICO CAMPOS SOBRE ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL  FOI INVADIDO E DESTRUÍDO PARTE DO BRAÇO DO RIO PACIÊNCIA, NO SÍTIO GRANDE.  

VISTA AÉREA DO EMPREENDIMENTO DO VEREADOR CONSTRUÍDO MUITO ALÉM DA MARGEM DA PISTA   
OUTRO EMPREENDIMENTO, QUE TAMBÉM SERIA DO VEREADOR TAMBÉM INVADIU A ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL.

A prefeitura de Paço do Lumiar deverá notificar a o Ministério Público para apurar esses crimes.