4 de abr de 2018

EXCLUSIVO! Veja quem realmente endividou o Estado do Maranhão em bilhões de reais

Fonte: Tesouro Nacional

Em termos de dívidas estaduais, o governador do Maranhão desponta como o que menos lançou mão de empréstimos para governar o Estado.

O pedido de empréstimo que mais arrasou com as economias do Estado foi feito em 2013 por Roseana Sarney junto ao Bank of América, no valor de até US$ 661.967.121,34. O que equivale a R$ 1.679.350.532,49 ou 1,6 bilhões de reais. O empréstimo foi liberado em 2014.

Esse empréstimo de Roseana Sarney foi danoso para o Estado do Maranhão, pois o Bank of America cobrou:
- Uma taxa fixa de 5% ao ano;
- 1,6% do valor do empréstimo, a título de honorários, custos e despesas gerais;
- Juros de mora de 1% ao ano, acrescidos aos juros devidos e ainda não pagos.
O banco americano lucrou 26 milhões de dólares, e associado a ele, o Banco do Brasil lucrou 2 milhões de dólares, às custas do sofrido Maranhão.

Banco americano que terá mais direito no Estado do Maranhão que os próprios maranhenses
Na época votaram contra o empréstimo os deputados Rubens Júnior, Marcelo Tavares, Othelino Neto, Bira do Pindaré, Cleide Coutinho (PSB), Elizane Gama (PPS), Gardênia Castelo (PSDB) e Carlinhos Amorim (PDT).

Naquele ano o IBGE registrava o Maranhão como o Estado que tinha o maior percentual de pessoas em situação de extrema pobreza.

O governo de Flávio Dino não tem sido perfeito, conforme admitido pelo próprio governador, mas seus antecessores arrasaram com as economias do Estado.