17 de out de 2012

BOMBA: Representação no MP revela crime de falsidade ideológica, falsificação de documento e crime de improbidade na administração de João Castelo.


Uma representação no MP contra Mário Felipe presidente do PEN no Maranhão, mostra o descaso de Castelo para com a administração da coisa pública. A representação dá conta que Mário Felipe foi nomeado em 2009 para exercer cargo público em Comissão sem ter a habilitação legal exigida, conforme a Lei. Veja um trecho da representação:
REPRESENTAÇÃO AQUI 

Outra denúncia diz que Mário Felipe fala por ai que é marqueteiro, que apresentou na prefeitura currículo informando que ele se formou pela Universidade Potiguar em 2001, mas segundo a denúncia ele nunca passou sequer na porta da UNP.

EMPREGO DE PARENTES NA PREFEITURA DE SÃO LUÍS QUE RESIDEM EM OUTROS ESTADOS:

A denúncia que chegou á redação do blog também da conta que o presidente do PEN empregou parentes na prefeitura de São Luís com a permissão de Castelo:

1) A mãe, Francineida Laranjeira Felipe Rodrigues, matricula 440763-1, lotada na SENGOV,  mora em Fortaleza;

2) A irmã, Ingrid Laranjeira Felipe Rodrigues, que mora em Salvador;

3) A esposa, Sheila Cordeiro de Oliveira;

Investigações do blog constatou que de fato a informação é verdadeira, os nomes constam da relação dos servidores da prefeitura de São Luís:

Dados extraídos da relação de servidores da prefeitura.

O Ministério Público do Maranhão está sendo informado de mais esse crime na atual administração municipal.

Pelo visto a administração de castelo está mergulhada em atos de corrupção.